10 coisas sobre o Teste do Pezinho que você precisa saber

Categoria: Notícias - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 30 de maio de 2019

O dia 06 de junho marca a passagem do Dia Nacional do Teste do Pezinho, e reforça a importância da realização deste exame que  é um direito de todos as crianças brasileiras e um dever do Estado. Isso significa que todos os recém-nascidos no Brasil, de todas as regiões do país, devem realizá-lo. O teste, que é oferecido pelo SUS, é capaz de identificar doenças que podem interferir no desenvolvimento físico, neurológico e motor.

Por ser um exame tão importante, listamos 10 coisas sobre o Teste do Pezinho que você precisa saber. Confira!

1- O Teste do Pezinho é responsável pela identificação de doenças genéticas logo nos primeiros dias de vida do bebê, sendo uma peça chave no diagnóstico precoce das seguintes patologias: Fibrose Cística, Hiperplasia Adrenal Congênita, Deficiência da Biotinidase, Anemia Falciforme, Hipotireoidismo Congênito e Fenilcetonúria.

2- O Teste do Pezinho não faz o diagnóstico da Fibrose Cística, atuando apenas na triagem. Isso significa que o exame identifica os recém-nascidos que podem ter a patologia. Após essa identificação, o Teste do Suor deve ser realizado para a confirmação ou não do diagnóstico.

3- É fundamental que o Teste do Pezinho seja realizado entre o 3º e o 7º dia de vida do bebê.

4- A realização do teste logo nos primeiros dias de vida é fundamental para o diagnóstico precoce da doença, pois a coleta tardia pode atrasar o diagnóstico e, consequentemente, a busca pelo tratamento adequado.

5- O Teste do Pezinho não é indicado de ser realizado antes das 48 horas de vida do recém-nascido, pois o resultado pode ser afetado pelas alterações hormonais e metabólicas que ocorrem de maneira natural durante a transição do bebê da vida fetal para a vida pós-natal. Essa transição pode levar de dois a três dias.

6- Por ser uma região com muitos vasos sanguíneos, o calcanhar é o local escolhido para a picadinha que ajudará na coleta de algumas gotinhas de sangue do bebê. Essa amostra é encaminhada para um laboratório onde a análise é realizada.

7-  Na maioria dos estados do Brasil, o Teste do Pezinho pode ser feito nos pontos de coleta das Unidades Básicas de Saúde (UBS), mas o teste também é realizado em hospitais e maternidades.

8- O exame está disponível em 4 fases no Brasil. Cada fase atua na identificação de determinadas doenças. Infelizmente, em alguns estados do país, algumas destas fases ainda não estão disponíveis.

9- A Fibrose Cística é identificada nas regiões em que a fase 3 do Teste do Pezinho está implementada e em pleno funcionamento, ou, através do teste ampliado, disponível na rede privada.

10- Exija a realização do Teste do Pezinho no seu bebê! O teste é fundamental para garantir mais saúde e qualidade de vida ao recém-nascido, pois ajuda no diagnóstico precoce e busca rápida pelo tratamento adequado das doenças que o exame ajuda a identificar.

Informação é fundamental para conhecermos nossos direitos e deveres! Por isso, agora que você sabe mais sobre o Teste do Pezinho, divulgue para todos os seus conhecidos. Faça com que todos ao seu redor saibam a importância do exame, especialmente futuras mamães e papais. Ajude-nos a salvar vidas!

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui