2plega2 – Juan Meira e Pedro de Armas pedalam 6 mil km para divulgar a Fibrose Cística na Espanha

Categoria: Notícias - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 14 de fevereiro de 2019

Em 05 de outubro de 2018, o espanhol Juan Meira e o cubano Pedro de Armas partiram da cidade de Jerez de la Frontera, no sul da Espanha, para percorrer 6.000 quilômetros por todo o país para divulgar a Fibrose Cística e pedir que o governo espanhol forneça Orkambi aos pacientes.

Juan, que já chegou a pesar 147 quilos e era fumante, quis mudar de vida e, aos 22 anos, decidiu ir pedalando sozinho de Jerez a cidade de Santiago de Compostela. Levou 14 dias! No caminho conheceu Pedro e os dois fundaram a 2plega2 (dois dobrados em espanhol) porque decidiram fazer outras viagens em pequenas bicicletas dobráveis com apenas três marchas.

Em 2018, os dois foram para Roma, Itália, outra peregrinação cheia de significado. Foi nessa viagem que decidiram homenagear a amiga Paz, que tem Fibrose Cística e que conseguiu, na Itália, ter acesso ao tratamento que, segundo ela, mudou sua vida. Decidiram então pela campanha #paraqueellosvivan.

No percurso, feito também com a companhia de seu cachorro Perri, eles vão concedendo entrevistas, dando palestras e tendo encontros com famílias de pacientes. Param em alojamentos improvisados, onde comem o que há pra comer, pedalam com chuva e frio no final do outono e início do inverno. Para as pessoas com Fibrose Cística que mandam mensagens de incentivo, Juan manda um recado: “Tenham força, sigam lutando, não desanimem”. E você? O que gostaria de dizer para Juan e Pedro? Uma dica, eles gostam de receber fotos de crianças com Fibrose Cística em suas bicicletas.

Para se ter uma dimensão do que esse desafio significa, saibam que 6.000 quilômetros é a distância (ida e volta) do Rio de Janeiro até Belém do Pará. No sábado, dia 16 de fevereiro de 2018, eles devem finalizar o percurso. Tudo isso em temperaturas abaixo dos 10°C e muitas vezes próximas de zero graus! Juan, que já passou o Natal na estrada, passou o Réveillon sozinho também. Sozinho não, acompanhado do seu sonho de completar esse trajeto em nome de Paz, sua amiga com Fibrose Cística.

Por Cristiano Silveira, Biólogo, pai de um menino com Fibrose Cística e presidente da Associação Carioca de Assistência a Mucoviscidose (ACAM-RJ)

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui