7 dicas para utilizar os antibióticos corretamente

Categoria: Notícias - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 04 de fevereiro de 2016

A resistência de bactérias a antibióticos é uma ameaça global à saúde pública. De acordo com estudo divulgado recentemente pelo governo britânico, 10 milhões de pessoas morrerão por ano a partir de 2050 por conta das chamadas superbactérias, mais do que o número atual de mortes provocadas por câncer. E países emergentes, como o Brasil, poderão ser os mais atingidos pelos aumentos no número de casos(1).

Por isso, é muito importante que a população esteja consciente dos malefícios que o uso abusivo e inadequado dos antibióticos pode causar.

O curioso é que o fator de risco para a resistência microbiana começa com o uso indiscriminado dos antibióticos, justamente o tipo de remédio usado para combater as bactérias. Um dos equívocos mais frequentes é o uso dessa medicação para tratar infecções que não são bacterianas, mas sim virais, como gripes, resfriados e a maior parte de tosses e dores de garganta(2,3) – ou seja, nesses casos o remédio não funciona, pois ele não age contra vírus.

Uma prática perigosa, mas também bastante frequente, é a automedicação, principalmente em doses incorretas ou em tempo de tratamento inadequado, quando a pessoa começa a sentir-se melhor e acaba interrompendo o uso do remédio.

“A conscientização da população para o uso correto dos antibióticos é essencial para evitar e combater a proliferação bacteriana e a resistência ao tratamento”, salienta Riva Dimitrov, Diretora Médica do negócio de Farmacêuticos Estabelecidos da Abbott no Brasil. Por isso, o primeiro passo é procurar um especialista, que orientará o paciente sobre o que fazer. Além disso, é fundamental que o paciente siga as orientações e prescrições médicas”, conclui.

7 dicas sobre o uso correto dos antibióticos:

• Utilize antibióticos apenas quando prescrito por um médico ou cirurgião dentista.

• Tome o número correto de doses por dia e em intervalos regulares.

• Complete todo o ciclo de antibióticos, conforme prescrito, mesmo que você esteja se sentindo melhor, para garantir que todas as bactérias sejam eliminadas4.

• Não compartilhe seus antibióticos com outras pessoas(4).

• Não pule doses, nem tome duas doses de uma vez para compensar uma dose esquecida.

• Armazene os antibióticos conforme as orientações da bula.

• Não guarde antibióticos para utilização futura5.

Referências:

1. Jim O’Neill. Review on Antimicrobial Resistance. Tackling a global health crisis: initial steps. Feb 2015. [Acesso em 10 de fev. 2015]. Pag. 02. http://amr-review.org/sites/default/files/Report-52.15.pdf;

2. Department of Health (DH). Department of Health Key Messages: Antibiotic Resistance – EU Antibiotic Awareness Day 18 Nov 2012. https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/216955/EAAD-DH-Key-Messages.pdf. Accessed 2 December 2013;

3. World Health Organization (WHO) Regional Office for Europe. How to reduce the spread of antibiotic resistance. 2013. http://www.euro.who.int/en/what-we-do/health-topics/disease-prevention/antimicrobial-resistance/news/news/2012/11/antibiotic-resistance-a-growing-threat/how-to-reduce-the-spread-of-antibiotic-resistance. Accessed 2 December 2013;

4. World Health Organization (WHO) Regional Office for Europe. How to reduce the spread of antibiotic resistance. 2013. http://www.euro.who.int/en/whatwe-do/health-topics/disease-prevention/antimicrobial-resistance/news/news/2012/11/antibiotic-resistancea-growing-threat/how-to-reduce-thespread-of-antibiotic-resistance. Accessed 2 December 2013

5. National Health Service (NHS). The Antibiotic Awareness Campaign. About antibiotic awareness. 2013. http://www.nhs.uk/

Fonte: Abbott 

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui