Dicas para como cuidar da sua escova de dentes!

Categoria: Notícias - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 01 de novembro de 2013

Que a escova de dentes é um utensílio essencial de higiene e fundamental para a saúde, todos nós sabemos. O que muitas pessoas desconhecem é que as escovas dentais podem se transformar em meios de cultura para germes, fungos e bactérias que depois de certo tempo podem se multiplicar em níveis significantes. Assim sendo, a maneira como nós cuidamos das nossas escovas faz toda a diferença!

Para preservar a sua escova dental e a sua saúde procure tomar os seguintes cuidados:
– Nunca compartilhe escovas de dentes! Não importa se a escova é do seu filho, do seu marido ou da sua mãe. Cada pessoa deve ter sua própria escova;

– Depois da escovação, lave a escova com bastante água corrente e retire o excesso de água por meio de leves batidas na borda da pia. Guarde a escova em pé de forma que possa secar exposta ao ar, isso ajuda a reduzir a multiplicação dos micro-organismos;

– Não deixe que sua escova encoste em outras escovas quando guardada. Um porta-escovas aberto, com separadores que impeçam o contato da sua escova com outras, e que mantenha todas as escovas em pé é um investimento valioso para a sua saúde. Se não for possível adquirir um porta-escovas, reserve um copo para cada membro da família. Não guarde as escovas em potinhos fechados, nem com tampas ou protetores. O desafio é fugir dos lugares úmidos e abafados que só contribuem para a proliferação das bactérias;

– Procure saber como a creche ou a escola do seu filho acondiciona as escovas de dentes das crianças;

– Mantenha o recipiente com as escovas de dentes distante o máximo possível do vaso sanitário. Outra medida preventiva é baixar a tampa do vaso antes de dar descarga e mantê-lo nessa posição sempre que não estiver sendo usado;

– Escove sempre os dentes antes de dormir. À noite, as bactérias presentes na boca se multiplicam 30 vezes mais se você for para a cama sem tomar esse cuidado;

– A Associação Dental Americana (ADA – American Dental Association) recomenda a troca da escova por uma nova, pelo menos, a cada três meses. Estudos mostram que após três meses de uso normal, as escovas são muito menos eficientes na higienização em comparação com escovas novas. As cerdas se deformam e perdem a eficiência para limpar. Além disso, é MUITO IMPORTANTE trocar de escova depois de um resfriado, dor de garganta, infecção pulmonar, ou quando você volta do hospital (jogue fora lá mesmo!). Isso porque os germes podem se alojar nas cerdas da escova e levar à reinfecção.

 

Gentilmente cedido ao Instituto Unidos pela Vida pela Associação Carioca de Assistência à Mucoviscidose e pela Drª Patrícia Rocha (Cirurgia Oral Menor – Estomatologia – CRO – RJ 26598). Contato: [email protected]

Fontes Bibliográficas: 

GONÇALO, C.S; MIALHE, F.B. Contaminação das escovas dentais: Uma revisão crítica da literatura. Periodontia 19 (3) 2009.
http://www.colgate.com.br/app/CP/BR/OC/Information/Articles/Oral-and-Dental-Health-Basics/Oral-Hygiene/Brushing-and-
Flossing/article/Toothbrush-Care-and-Replacement.cvsp
http://www2.uol.com.br/vyaestelar/escova_de_dente.htm
http://www.cristofoli.com/biosseguranca/?p=1875

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

 

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui