O céu é o limite!

Categoria: Notícias - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 18 de maio de 2010

Estava na Universidade estes dias, quase indo embora, quando encontro uma Professora muito querida que me contou que uma aluna dela apresentou o Grupo Unidos pela Vida como sendo um Grupo cuja iniciativa é totalmente importante e relevante para a sociedade… Eu estava sentadinha na minha cadeira de rodas, ainda me recuperando da fratura do fêmur, mas a vontade era de sair correndo e pulando de alegria… Me contive com umas duas ou três voltinhas para o lado e ela concluiu dizendo: “Pois é, Verônica… O céu é o limite!”

Não sei se todos os que acompanham o site e o Unidos pela Vida sabem, mas o grupo nasceu de um sonho que eu tive em agosto de 2009, em uma das minhas noites no hospital respirando por aparelho, dois meses antes de saber que eu tinha FC.

Sonhei que havia criado um grupo de ajuda mútua para pessoas que, assim como eu, sofriam de algum tipo de problema respiratório e que só davam valor para o “ar” quando não o tinham mais e dependiam de oxigênio para respirar, por exemplo… Eu, particularmente, só parei para pensar na importância dos cuidados com a minha saúde quando a água já batia no pescoço. Aprendi a lição direitinho, mas não desejo a dor do aprendizado para ninguém.

Logo que saí do hospital, estruturei o então sonhado grupo. Logo em seguida, após um novo internamento, descobri a FC, que realmente mudou a minha vida pra melhor. E o grupo dos sonhos mudou de foco, e hoje estamos aqui, Unidos pela Vida.

E este sonho torna-se realidade todos os dias, e é o meu melhor remédio e meu fator motivacional mais poderoso. Receber e-mails de agradecimento, de elogio, conhecer novas histórias, compartilhar experiências, ajudar quem eu não conheço, contar a história para muitas pessoas… Não há presente melhor de vida do que conviver com as pessoas que tenho convivido, com as pessoas DE FIBRA que conheci…

Acho que fui cuidadosamente preparada para tentar ajudar as pessoas… Desde pequena com muitas complicações de saúde, e hoje quando alguém me conta que está vivendo “isto ou aquilo” me sinto feliz em poder compartilhar o que eu senti e contar como superei… Não quero dar receitas de como viver feliz, mas ao mesmo tempo eu sou feliz pois segui muitos exemplos por aí.

Enfim… Eu só queria agradecer o imenso carinho de todos vocês, pessoas de fibra, que dia após dia colocam um tijolinho a mais na construção da realidade deste sonho! Ainda vamos ajudar muitas pessoas… E sem vocês nada disso seria possível!

Muito obrigada a todos por tudo!

Beijo,
Verônica.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui