Osteoporose e Osteopenia na Fibrose Cística

Categoria: Entendendo a Fibrose Cística - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 24 de novembro de 2015

osteoporose1Certamente você já deve ter ouvido falar na osteoporose e na osteopenia. Esses são dois problemas ósseos muito comuns. Na osteoporose os ossos ficam menos espessos e mais fracos, e na osteopenia eles têm menos minerais do que o necessário, além de serem mais frágeis. Pessoas com Fibrose Cística podem ter predisposição para apresentarem esses dois tipos de problema. Para evitar ou retardá-los, quem tem FC deve conversar com seu médico sobre o tema, e tomar alguns cuidados importantes.

Os ossos possuem uma espessa camada externa, e uma forte malha interna. Essa malha interna se assemelha a uma colmeia (por ter pequenos buraquinhos) e contém colágeno, proteína e cálcio. Além desses elementos, os espaços dos ossos também trazem vasos sanguíneos e medula óssea.

Um osso saudável traz minerais como fósforo, magnésio e fluoreto. Porém, quem tem osteopenia, não apresenta essas substâncias na quantidade necessária. Isso é chamado de “baixa densidade mineral”, e faz com que os ossos fiquem fracos e quebradiços.

No caso da osteoporose, os buracos que você normalmente tem acabam sendo bem maiores do que o normal.

Causa dos problemas ósseos em quem tem Fibrose Cística

A maior parte desses minerais presentes nos ossos é estabelecida até os 20 ou 30 anos. A vitamina D é essencial para manter a densidade óssea, já que ela é fundamental no momento em que o corpo absorve o cálcio. Pelo fato de pessoas com FC terem dificuldades na absorção do cálcio, elas apresentam mais riscos de apresentarem problemas nos ossos.

Alguns outros fatores que aumentam as chances do desenvolvimento de osteoporose e osteopenia são:

– Nutrição pobre durante a infância
– Infecções crônicas
– Puberdade atrasada
– Diabetes
– Falta de exercícios físicos
– Tratamentos com corticóides

Como a osteoropose e a osteopenia são diagnosticadas:

O diagnóstico é feito através de um teste que mede a densidade mineral óssea (densitometria). A pessoa deita-se em uma mesa de exame por alguns minutos enquanto um raio-X escaneia três locais: quadril, coluna e punho. O teste não é invasivo e é indolor.

Essas doenças podem ser prevenidas e tratadas?

leiteFormar ossos saudáveis antes dos 30 anos é a melhor maneira para prevenir a osteoropose e a osteopenia. Uma vida saudável, que inclui boa nutrição, ingestão adequada de alimentos e suplementos é fundamental para manter os ossos fortes. A ingestão diária de cálcio recomendada (esse valor pode variar de pessoa para pessoa!) é de 1000 mg para crianças entre 4 e 8 anos, 1300 mg para jovens entre 9 e 18 anos, e 1000 mg para os adultos. Para você ter ideia, um copo de leite ou de iogurte contém cerca de 300 mg de cálcio.

Além de se alimentar adequadamente, uma outra medida preventiva fácil é praticar atividades que fortaleçam os ossos. Algumas delas são: yoga, caminhadas em ritmo acelerado e dança! Além de diminuírem a chance do desenvolvimento das duas doenças, esses exercícios também melhoram a função pulmonar, além de ser uma forma muito bacana de diversão!

Que tal começar desde já a se alimentar melhor e praticar exercícios para prevenir a osteoporose e a osteopenia no futuro? =)

Fontes:
http://www.cysticfibrosis.ca/about-cf/living-with-cystic-fibrosis/adults/complications/osteoporosis/
https://www.cff.org/PDF-Archive/Bone-Health-and-Cystic-Fibrosis/
http://www.webmd.com/osteoporosis/living-with-osteoporosis-7/exercise-weight-bearing?page=2

Nota importante: As informações aqui contidas têm cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui