Mãos Solidárias e cheias de amor: projeto confecciona e distribui máscaras de proteção para pessoas de todo o Brasil

Categoria: Notícias - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 06 de junho de 2019

Em Ourinhos, no estado de São Paulo, no dia 18 de agosto de 2018, teve início um projeto incrível chamado Mãos Solidárias. Tudo começou com o compartilhamento de uma postagem nas redes sociais sobre uma senhora que estava fazendo máscaras e distribuindo para pessoas com câncer. A prima da Tatiana Albano Constante, uma das idealizadoras do Mãos Solidárias, compartilhou a ideia pois, na época, sua mãe fazia tratamento oncológico.

Ao ver a postagem, a Tatiana se prontificou a começar a costurar as máscaras e distribuí-las para todos que precisassem no Hospital Oncológico de Ourinhos. Foi nesse momento que o projeto Mãos Solidárias começou.

“Esse foi o início de tudo. Começamos a fazer as máscaras e o grupo foi aumentando. Nosso objetivo sempre foi dar mais conforto para as pessoas com as máscaras coloridas, tirando aquele ‘ar de hospital’ do item. Minha tia combinava as máscaras com as roupas, fazemos o nosso melhor”, contou Tatiana.

Atualmente, o projeto conta com 40 voluntárias que, além das máscaras, também montam uma mesa de café da manhã no Hospital Oncológico de Ourinhos. No início, essa atividade acontecia apenas uma vez na semana, mas hoje em dia é realizado de segunda a quinta-feira com a parceria de padarias e do sacolão da região.

Produção e envio cheios de amor!

Todas as máscaras produzidas pelo Mãos Solidárias são doadas, a venda é proibida e até mesmo o envio pelos correios para todo o Brasil é feito de maneira gratuita. O material para a produção das máscaras também é doado para o projeto.

“A faculdade Estácio de Sá nos ajudou muito em 2018 no ‘Dia E’, que é um dia que a instituição usa para ajudar uma entidade e, ano passado, fomos apadrinhadas por eles. Nesse dia, recebemos mais de 100 metros de tecidos para confecção das máscaras, o que ajudou muito na produção. Atualmente, nossa maior demanda são as pessoas com Fibrose Cística, que também utilizam muito as máscaras”, contou Tatiana.

O envio das máscaras produzidas pelo Mãos Solidárias é feito conforme as solicitações chegam na página do Facebook (facebook.com/maossolidariasourinhos), do Instagram (instagram.com/maossolidariasours) e no WhatsApp do projeto. Os materiais são enviados para todo o Brasil e também para fora do país.

“Já enviamos máscaras para a Itália e Estados Unidos também. Não há dinheiro que pague todo o reconhecimento que recebemos das pessoas que recebem os materiais. É uma gratidão poder ajudar os outros, mesmo sem conhecê-los e Deus nunca nos abandonou. Sempre que precisamos Ele nos manda anjos para nos auxiliar com as doações e, assim, podemos continuar ajudando mais pessoas. Para mim, o momento mais marcante foi quando vi uma senhora andando pelo hospital com uma das primeiras máscaras que eu produzi. Eu não aguentei e as lágrimas correram pelo meu rosto. Cada foto recebida das crianças com as nossas máscaras é emocionante e lindo de ver. Nós sabemos da importância desses materiais para cada um deles e essa é a nossa motivação diária para continuar cada vez mais fortes. Hoje, minha dedicação é total para o projeto e para a minha família”, disse.

Além das máscaras e das mesas de café da manhã, as voluntárias que participam do projeto também fazem mutirões de doação de sangue na região e, em breve, pretendem fazer uma campanha para incentivar o cadastro para doação de medula óssea.

Até o início de junho de 2019, o projeto já tem em seu cadastro 450 pessoas que receberam as máscaras e, no total, aproximadamente 10.000 máscaras já foram distribuídas desde o início do projeto. E se você quiser pedir a sua também ou ajudar o projeto realizando uma doação de tecidos, basta entrar em contato com o Mãos Solidárias pelo Facebook clicando aqui, ou pelo Instagram, clicando aqui.

Por Kamila Vintureli

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

 

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui