Mulheres grávidas com fibrose cística precisarão ser monitoradas mais de perto que as grávidas em geral. Saiba como conciliar sua equipe de cuidados da FC com a equipe obstétrica para administrar efetivamente sua gravidez.

Trabalhar em parceria com sua equipe de cuidados da FC

Trabalhar em estreita colaboração com sua equipe de cuidados da fibrose cística é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para garantir os melhores resultados possíveis tanto para você quanto para o seu bebê durante toda a gravidez. Isso significa monitorar minuciosamente o seu peso, sua nutrição, sua função pulmonar, e sua glicemia para maximizar a chance de uma gravidez segura e com baixo risco de complicações.

Visto que a gravidez vem acompanhada de certas alterações respiratórias, cardiovasculares e metabólicas, mulheres grávidas com FC serão monitoradas mais de perto que as grávidas que não têm FC. O nutricionista da sua equipe de cuidados com a FC prestará muita atenção ao seu estado nutricional e ganho de peso, e poderá sugerir suplementos nutricionais ou alimentação por tubo. Isso porque os sintomas comuns da gravidez podem tornar a ingestão de alimentos ainda mais difícil – sem falar que para atender às necessidades extras da gravidez é necessário aumentar o consumo de calorias. Sua equipe também vai ficar atenta à sua função pulmonar, bem como monitorar rigorosamente a glicemia e o teste de diabetes.

Como coordenar as equipes de cuidados com a FC e a obstétrica

Muitas mulheres com FC são capazes de engravidar e ter uma gravidez bem-sucedida. Outras podem concluir que para elas os riscos superam os benefícios. Para ajudar você a avaliar suas opções e as implicações sobre sua saúde, convide sua equipe de cuidados e também a obstétrica para fazerem parte de uma discussão, que inclua também um obstetra (OB) especialista em gravidez de alto risco.

Esse OB de alto risco – também conhecido como um médico de Medicina Materno-Fetal (MMF) – pode desempenhar um papel como membro de sua equipe multidisciplinar de cuidados e trabalhar em estreita colaboração com eles para fornecer cuidados individualizados.

Não há dois casos de FC ou de gravidez exatamente iguais, por isso é fundamental certificar-se de que sua equipe de cuidados e seu OB estão se comunicando abertamente uns com os outros, para manter você e seu bebê o mais saudáveis possível durante toda a gravidez.

“Mantenha boa comunicação com o seu OB e com as equipes de cuidados da FC ao longo de toda a gravidez e, se necessário, solicite que eles conversem entre si. Quando fui diagnosticada com diabetes gestacional, por vezes me senti como uma ‘intermediária’ entre o médico da FC e o OB na administração do tratamento. Precisei ser firme com os médicos, solicitei que eles discutissem os detalhes juntos antes de propor sugestões e recomendações.” – Anna Ward, adulta com FC

Idealmente, o seu OB deve praticar no mesmo hospital ou instalação onde você recebe os cuidados para a FC. Dessa maneira, sua equipe de tratamento estará próxima caso você enfrente complicações relacionadas à FC, e a proximidade tornará mais fácil manter uma linha de comunicação entre a equipe de cuidados e o OB.

Se o seu obstetra estiver em uma instituição diferente da equipe de cuidados, tenha em mente que você precisará dar permissão explícita para transferir suas informações. De qualquer maneira, é fundamental garantir que as duas equipes trabalhem em conjunto, cientes de todos os seus tratamentos e do seu histórico médico, o que incentiva a continuidade dos cuidados.

Tratamentos e medicamentos

Em geral, é importante que durante a gravidez você continue com seus tratamentos e terapias conforme prescrito. No entanto, você precisará primeiro pesar cuidadosamente os riscos e benefícios do seu plano de tratamento em relação ao seu trimestre de gravidez e a sua saúde com sua equipe de tratamento da FC e o obstetra. Por exemplo, pode ser que você não possa tomar alguns dos seus medicamentos durante a gravidez, como antibióticos ou medicamentos para Pseudomonas aeruginosa.

Você e sua equipe de cuidados trabalharão em conjunto para rever sua rotina de tratamento vigente e atualizá-la para dar conta da duração, periodicidade dos tratamentos, escolha e uso de dispositivos de inalação, fisioterapia e exercícios. Sua equipe de cuidados também avaliará suas técnicas de desobstrução das vias aéreas (ACTs) e trabalhará com você para adaptá-las às suas necessidades individuais e ao seu trimestre de gravidez.

Texto original aqui.

Traduzido por Vera Carvalho: Voluntária de Tradução de Textos do Instituto Unidos pela Vida. Vera é tradutora profissional há treze anos, com especialidade em textos acadêmicos e científicos.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Compartilhe!

Nenhum comentário

Você pode enviar o primeiro comentário.

Deixe um comentário

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Digite os caracteres para enviar seu comentário