yogalululemon

Por Aimee Lecointre

Embora tenha levado algum tempo para eu descobrir a ioga, percebi que ela é realmente capaz de ajudar a lidar com nossa saúde mental e física. Em homenagem ao Dia Internacional da Ioga, em 21 de junho, compartilhei os benefícios de praticar ioga e mostrei algumas das minhas posições favoritas para a parte superior do corpo. Assista em: https://youtu.be/7pBmJ0K1llU

Há mais de dez anos descobri a ioga. Diferente de muitas pessoas, não posso dizer que fui fisgada desde o começo. No início, achei a ioga mentalmente muito desafiadora, muito lenta, com muito tempo para pensar, e também achei difícil acompanhar as instruções de respiração do professor. O que eu não percebi naquele momento é que a ioga era exatamente o que eu precisava, por isso agradeço por ter continuado a buscar esse caminho rumo à minha própria vida.

Ao longo dos anos, a ioga me ajudou a administrar melhor as minhas dificuldades em relação à depressãoansiedade, transtorno de déficit de atenção e saúde em relação à fibrose cística. Os exercícios de respiração (pranayama) foram muito úteis em reduzir a velocidade e aprofundar a respiração gradualmente. Eles me ajudaram a retornar à “respiração baixa”, aquela que sentimos na barriga, que lembro ter aprendido quando criança na clínica de FC.

A asana, ou prática física, da ioga me proporcionou força e flexibilidade, e me desafia de uma maneira muito positiva. A ioga é chamada de ‘prática por um motivo’; em última instância, não há objetivo final. Quanto mais se pratica, mais podemos continuar a crescer e aprofundar nossos movimentos e posturas, e observá-los evoluir com o tempo. A combinação de pranayama e asana levou-me a apreciar a ioga, a viver o momento e a diminuir a velocidade dos pensamentos muitas vezes acelerados.

A melhor coisa em relação à ioga é que ela é de fácil acesso para todas as pessoas a qualquer momento, independentemente de capacidades físicas. Não há equipamento especial (os tapetinhos de ioga e as calças estilosas são opcionais). Tudo de que se precisa é mente aberta, disposição e roupas confortáveis que não atrapalhem os movimentos.

Se você deseja ver outros vídeos de ioga, assista “Yoga for CF” (Ioga para FC) online, criado pelo Children’s Hospital of The King’s Daughters, em Norfolk, Estado de Virginia

Aimee LecointreAdulta com FC, Aimee é terapeuta nutricional e registrada como professora de ioga. Foi diagnosticada com FC há 32 anos, quando tinha duas semanas de vida. Além de FC, ela passou por duas cirurgias em função de escoliose que envolveram fusão espinhal e implantação de hastes de metal. Apesar dos seus muitos desafios, Aimee continua vivendo a vida ao máximo, e procura ver o lado positivo em todos os momentos. Aimee tem uma paixão contínua por ajudar outros a viverem a vida com a melhor saúde global, especialmente as pessoas dentro da comunidade de FC. Ela mora em Salt Lake City, em Utah com o marido, dois pugs e um gato.

Fonte: https://www.cff.org/CF-Community-Blog/Posts/2017/How-Yoga-Helped-Me-Manage-My-CF/

Traduzido por Vera Carvalho: Voluntária de Tradução de Textos do Instituto Unidos pela Vida. Vera é tradutora profissional há treze anos, com especialidade em textos acadêmicos e científicos.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Compartilhe!

Nenhum comentário

Você pode enviar o primeiro comentário.

Deixe um comentário

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Digite os caracteres para enviar seu comentário