PP - medicine pills– Dados de Fase 2 demostraram aumento na média- absoluta de ppFEV1 de 9,7 e 12,0 pontos percentuais para VX-152 e VX-440, respectivamente, em combinação tripla com tezacaftor e ivacaftor em pacientes com F508del/Min; Dados iniciais do estudo de Fase 1 demostraram  aumento na média absoluta  de ppFEV1 de 9,6 pontos percentuais com combinação tripla de VX-659 em pacientes com F508del/Min

-Primeiros dados a demonstrar o potencial para tratar a causa subjacente da FC em pessoas com mutações F508del/Min, um tipo grave e difícil de tratar da doença

Dados iniciais da Fase 2 também mostraram melhoras absolutas médias na ppFEV1 de 7,3 e 9,5 pontos percentuais quando VX-152 ou VX-440 foi adicionado em pessoas com duas cópias da mutação F508del (F508del/F508del), que já recebiam tezacaftor e ivacaftor

-Todos os três regimes de combinação tripla foram em geral bem tolerados em todos os estudos

BOSTON — (BUSINESS WIRE) — Em 18 de julho de 2017, a Vertex Pharmaceuticals Incorporated (Nasdaq: VRTX) anunciou dados positivos dos estudos de Fase 1 e Fase 2 de três diferentes regimes de combinação tripla em pessoas com fibrose cística (FC) que têm uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima (F508del/Min). Esses são os primeiros dados a demonstrar o potencial de tratamento da causa subjacente da FC nesses pacientes, que têm um tipo grave e difícil de tratar da doença. Dados de estudos de Fase 2 nesses pacientes demostraram  aumento na média absoluta na porcentagem prevista do volume expiratório forçado em um segundo (ppFEV1) de 9,7 e 12,0 pontos percentuais desde a fase basal para os regimes de combinação tripla com VX-152 (200mg a cada 12h) ou VX-440 (600mg a cada 12h), respectivamente. Os dados iniciais de um estudo de Fase 1 demostraram um aumento  na média absoluta na ppFEV1 de 9,6 pontos percentuais a partir da fase basal para o regime de combinação tripla de VX-659, tezacaftor e ivacaftor em pessoas com uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima. Na mesma data, a empresa anunciou também os dados iniciais que mostram  aumento na média absoluta na ppFEV1  de 7,3 e 9,5 pontos percentuais, quando VX-152 ou VX-440 foi ministrado a pessoas com duas cópias da mutação F508del, que já recebiam tezacaftor e ivacaftor. A Vertex organizou uma teleconferência para investidores no mesmo dia 18 de julho de 2017 para discutir esses resultados.

Os regimes de combinação tripla foram em geral bem tolerados em todos os três estudos, e a maioria dos eventos adversos foram leves a moderados em gravidade. Em todos os estudos, a taxa de descontinuação devida a eventos adversos foi baixa.

“Esses dados de segurança e eficácia são claros e convincentes, indicando um potencial benefício significativo de cada um desses três diferentes regimes de combinação tripla para pessoas com FC”, conforme disse o Dr. Jeffrey Chodakewitz, Vice-presidente Executivo e  Chefe do Setor Médico  da Vertex. “Coletaremos e avaliaremos dados adicionais desses e de outros estudos, e tomaremos uma decisão sobre qual ou quais regimes levar adiante em programas fundamentais, com início esperado para a primeira metade de 2018.”

A Vertex estabeleceu um Comitê Diretivo de pesquisadores clínicos e especialistas em FC de todo o mundo para apoiar o delineamento, dirigir e executar o programa de estudo fundamental de combinação tripla. Esse comitê é copresidido pelo Dr. Steven M. Rowe, Mestre em Saúde Pública, Professor de Medicina, Pediatria, e Biologia Celular, do Desenvolvimento e Integrativa, Diretor do Gregory Fleming James Cystic Fibrosis Research Center; por Nancy e Eugene Gwaltney, Diretor de Área de Pesquisa Médica, Universidade do Alabama em Birmingham; e pela Dra. Jennifer Taylor-Cousar, Professora Associada dos Departamentos de Medicina e Pediatria, Pneumologia, e Diretora Clínica dos Serviços de Pesquisa Clínica e Codiretora e Diretora da CF Therapeutics Development Network (Rede de Desenvolvimento Terapêutico da FC), Adult CF Program (Programa de FC em Adultos), National Jewish Health (Saúde Judaica Nacional), Colorado.

“Os pacientes com mutações funcionais mínimas têm esperado por uma medicina que trate a causa subjacente de sua doença, o que torna esses dados, que apontam melhoras acentuadas na função pulmonar, particularmente importantes”, disse o Dr. Rowe. “Também é encorajador ver que o acréscimo de um corretor de nova geração pode oferecer outros benefícios substanciais aos pacientes com duas cópias da mutação F508del, que já recebiam tezacaftor e ivacaftor.”

Próximos passos

A Vertex desenvolveu quatro corretores de nova geração em paralelo com o objetivo de desenvolver o melhor regime ou regimes de combinação tripla para pessoas que vivem com FC.

A Vertex acelerou o desenvolvimento dos programas para VX-445 e VX-659. Há um estudo de Fase 2 de VX-445 em andamento, e um estudo de Fase 2 de VX-659 será iniciado no começo de agosto. VX-445 e VX-659 serão avaliados em combinação tripla com tezacaftor e ivacaftor em pessoas com uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima, e serão avaliados em pessoas com duas cópias da mutação F508del que já recebem tezacaftor e ivacaftor. Os dados desses dois estudos de Fase 2 são esperados para o início de 2018.

Enquanto aguarda os dados adicionais desses estudos de Fase 2 e dos estudos em andamento de VX-152 e VX-440, além de discussões com as agências reguladoras e com o Comitê Diretivo, a Vertex tem planos de iniciar o desenvolvimento fundamental de um ou mais regimes de combinação tripla na primeira metade de 2018.

Sobre o estudo de Fase 2 de VX-440

Esse estudo randomizado, duplo-cego de Fase 2 está avaliando VX-440 (200 mg e 600 mg ministrado a cada 12h) em combinação com tezacaftor e ivacaftor em dois diferentes grupos de pessoas com FC, com idades de 18 anos ou mais – que tenham uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima, e que tenham duas cópias da mutação F508del. Mutações funcionais mínimas são aquelas que resultam em pouco ou nenhum funcionamento da proteína CFTR, e não são responsivos a ivacaftor, tezacaftor ou à combinação de ivacaftor e tezacaftor. Os objetivos primários do estudo são segurança, tolerabilidade e eficácia, com avaliação com base na alteração  média absoluta de ppFEV1 de fase basal. Os desfechos secundários incluem alteração do cloreto no suor e Questionário de Fibrose Cística Revisado (CFQ-R).

Dados gerais de segurança: No estudo, o regime de combinação tripla foi em geral bem tolerado. Os eventos adversos foram, em sua maioria, leves ou moderados. Os eventos adversos mais comuns (> 10%), independentemente de grupo de tratamento, foram exacerbação de infecção pulmonar, tosse, aumento da expectoração e diarreia. Houve uma descontinuação que se deveu a um evento adverso nos grupos de tratamento de combinação tripla (elevação das enzimas hepáticas > 5x, limite superior da normalidade, no grupo com 600 mg de VX-440) e um nos grupos de controle (respiração anormal e aumento da expectoração). Outro paciente tratado com a combinação tripla teve elevação das enzimas hepáticas (> 8x o limite superior da normalidade no grupo com 600 mg de VX-440), o que foi observado no último dia de administração. Em ambos os pacientes, a concentração de enzimas hepáticas voltou ao normal após a descontinuação ou a conclusão do tratamento.

Dados de eficácia de 4 semanas em pacientes com F508del/Min: A Parte 1 do estudo avaliou a combinação tripla por quatro semanas em 47 pacientes que tinham uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima (11 recebendo placebo; 18 recebendo 200 mg de VX-440; e 18 recebendo 600 mg de VX-440). A Tabela 1 abaixo mostra um resumo da função pulmonar e do cloreto no suor dentro do grupo.

Tabela 1: VX-440 em pacientes com F508del/Min

Alteração absoluta média dentro do grupo a partir da fase basal até o Dia 29* Alteração absoluta média dentro do grupo na ppFEV1 (pontos percentuais) Alteração absoluta média dentro do grupo do cloreto no suor (mmol/L)
Placebo triplo +1,4

(p=0,4908)

+1,6

(p=0,6800)

VX-440 (200 mg a cada 12h) + tezacaftor (50 mg a cada 12h ou 100 mg ao dia) + ivacaftor (150 mg a cada 12h) +10,0

(p < 0,0001)

-20,7

(p < 0,0001)

VX-440 (600 mg a cada 12h) + tezacaftor (50 mg a cada 12h) + ivacaftor (300 mg a cada 12h) +12,0

(p < 0,0001)

-33,1

(p < 0,0001)

* todos os valores-p são valores-p dentro do grupo, com base em modelos de efeitos mistos; os valores expressos como “Até o Dia 29” são a média das medidas do Dia 15 e do Dia 29

Um desfecho secundário no estudo mediu a alteração  média absoluta no campo respiratório do CFQ-R (Questionário de Fibrose Cística Revisado), uma ferramenta validada de resultados relatados pelos pacientes, no Dia 29. Nesse estudo, as melhoras absolutas médias para os pacientes com uma mutação funcional mínima que receberam a combinação tripla foram de 18,3 pontos (200 mg de VX-440) e 20,7 pontos (600 mg de VX-440). A melhora para os pacientes que receberam placebo foi de 2,2 pontos.

Dados de eficácia de 4 Semanas em pacientes com F508del/F508del: A Parte 2 do estudo está em andamento para avaliar a adição de VX-440 por quatro semanas em 26 pacientes com duas cópias da mutação F508del, que já recebiam a combinação de tezacaftor e ivacaftor (6 com placebo e 20 com 600 mg de VX-440). Nessa parte do estudo, todos os participantes receberam quatro semanas de tratamento com tezacaftor e ivacaftor e, posteriormente, foram randomizados para a adição de VX-440 ou placebo por quatro semanas adicionais. A Tabela 2 abaixo resume os dados de função pulmonar e cloreto no suor dentro do grupo para o período de tratamento de combinação tripla, desde a fase basal (final do período de tratamento de quatro semanas com tezacaftor/ivacaftor).

Tabela 2: VX-440 em pacientes com F508del/F508del

Alteração média absoluta dentro do grupo desde a fase basal até o Dia 29* Alteração média absoluta dentro do grupo na ppFEV1 (pontos percentuais) Alteração média absoluta dentro do grupo no Cloreto no suor (mmol/L)
Placebo + tezacaftor (100 mg ao dia) + ivacaftor (150 mg a cada 12h) -2,5

(p=0,2755)

+2,1

(p=0,7385)

VX-440 (600 mg a cada 12h) + tezacaftor (50 mg a cada 12h) + ivacaftor (300 mg a cada 12h) +9,5

(p < 0,0001)

-31,3

(p < 0,0001)

* todos os valores-p são valores-p dentro do grupo, com base em modelos de efeitos mistos; os valores expressos como “Até o Dia 29” são a média das medidas do Dia 15 e do Dia 29

Atualmente está em andamento a etapa de acompanhamento de segurança do estudo em pacientes com duas cópias da mutação F508del.

Sobre o estudo de Fase 2 de VX-152

Esse estudo de Fase 2 randomizado, duplo-cego em andamento está avaliando VX-152 (100 mg, 200 mg e 300 mg a cada 12h) em combinação com tezacaftor e ivacaftor em pessoas com FC, com idade de 18 ou mais, que tenham uma mutação F508del  e uma mutação funcional mínima, e em pessoas que tenham duas cópias da mutação F508del. O objetivo primário é segurança e tolerabilidade. Os desfechos secundários incluem alteração absoluta média na ppFEV1 e alteração do cloreto no suor. Os dados relatados hoje são dos braços do estudo recebendo 100 mg e 200 mg, em pessoas com uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima, e também do braço recebendo 200 mg, em pessoas que têm duas cópias da mutação F508del.

Dados Globais de Segurança: Nesse estudo, o regime de combinação tripla foi em geral bem tolerado. Os eventos adversos foram, em sua maioria, leves ou moderados, sendo que os mais comuns (> 10%) independentemente de grupo de tratamento foram: tosse, aumento da expectoração, exacerbação de infecção pulmonar, tosse produtiva, diarreia e fadiga. Houve uma descontinuação devida a um evento adverso nos grupos de tratamento recebendo a combinação tripla (pneumonia no grupo com VX-152 200 mg) e nenhuma descontinuação nos grupos de controle.

Dados de eficácia inicial de 2 Semanas em pacientes com F508del/Min: Na Parte 1 do estudo, a combinação tripla foi avaliada por duas semanas em 21 pacientes com idades de 18 anos ou mais, com uma mutação F508del  e uma mutação funcional mínima (5 recebendo placebo combinado; 6 recebendo 100 mg de VX-152; e 10 recebendo 200 mg de VX-152). A Tabela 3 fornece um resumo dos dados iniciais de função pulmonar e cloreto no suor (desfechos secundários) dentro do grupo, a partir dos grupos de dose recebendo 100 mg e 200 mg de VX-152.

Tabela 3: VX-152 em pacientes com F508del/Min

Alteração média absoluta observada dentro do grupo desde a fase basal no Dia 15* Alteração média absoluta observada dentro do grupo na ppFEV1 (pontos percentuais) Alteração média absoluta observada dentro do grupo no cloreto no suor (mmol/L)
Placebo triplo -0,9

(p=0,6245)

+1,0

(p=0,5659)

VX-152 (100 mg a cada 12h) + tezacaftor (100 mg ao dia) + ivacaftor (150 mg a cada 12h) +5,6

(p=0,0135)

-19,6

(p=0,0004)

VX-152 (200 mg a cada 12h) + tezacaftor (100 mg ao dia) + ivacaftor (150 mg a cada 12h) +9,7

(p=0,0017)

-14,1

(p=0,0219)

*os valores-p apresentados estão dentro do grupo com base em um teste-t de amostra; uma análise de eficácia usando modelos de efeitos mistos será realizada após a conclusão de uma coorte adicional de pacientes atualmente tratados no estudo

Essa parte do estudo está em andamento para avaliar a combinação tripla de VX-152 (300 mg a cada 12h), tezacaftor e ivacaftor em pacientes com uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima. Esses dados são esperados para o final de 2017.

Dados de eficácia inicial de 2 Semanas em pacientes com F508del/F508del: A Parte 2 do estudo está em andamento para avaliar a adição de VX-152 por duas semanas em 14 pacientes com idades de 18 anos ou mais, que tenham duas cópias da mutação F508del, já recebendo a combinação de tezacaftor e ivacaftor (4 com placebo e 10 com 200 mg de VX-152). A Tabela 4 fornece um resumo dos dados iniciais de função pulmonar e cloreto no suor (desfechos secundários) dentro do grupo pelo período de tratamento com a combinação tripla, desde a fase basal (final do período de execução de 4 semanas com tezacaftor/ivacaftor).

Tabela 4: VX-152 em Pacientes com F508del/F508del

Alteração absoluta média observada dentro do grupo desde a fase basal no Dia 15* Alteração absoluta média observada dentro do grupo na ppFEV1 (pontos percentuais) Alteração absoluta média observada dentro do grupo no cloreto no suor (mmol/L)
Placebo + tezacaftor (100 mg ao dia) + ivacaftor (150 mg a cada 12h) -1,4

(p=0,2773)

+3,4

(p=0,1212)

VX-152 (200 mg a cada 12h) + tezacaftor (100 mg ao dia) + ivacaftor (150 mg a cada 12h) +7,3

(p=0,0354)

-20,9

(p=0,0010)

*os valores-p apresentados estão dentro do grupo com base em um teste-t de amostra; uma análise de eficácia usando modelos de efeitos mistos será realizada após a conclusão de uma coorte adicional de pacientes atualmente tratados no estudo

Essa parte do estudo está em andamento para avaliar a adição de VX-152 (300 mg a cada 12h) por quatro semanas em pacientes com duas mutações F508del, que já recebem a combinação de tezacaftor e ivacaftor. Esses dados são esperados para o início de 2018.

Sobre o estudo de Fase 1 de VX-659

Esse estudo de Fase 1, randomizado, duplo-cego, controlado por placebo, avaliou segurança e tolerabilidade de doses únicas e múltiplas crescentes de VX-659 isolado e em combinação tripla com tezacaftor e ivacaftor em voluntários saudáveis. O estudo também avaliou a segurança e a tolerabilidade de VX-659 como parte de uma combinação tripla por duas semanas em 12 pessoas com FC com 18 anos ou mais, com uma mutação F508del e uma mutação funcional mínima (3 recebendo placebo e 9 recebendo 120 mg de VX-659). Nessa parte do estudo, o cloreto no suor foi avaliado como um desfecho adicional, e a alteração absoluta na ppFEV1 foi avaliada como parte da análise de segurança.

Em pacientes com FC, o VX-659 foi em geral bem tolerado em combinação tripla com tezacaftor e ivacaftor. Os eventos adversos foram, em sua maioria, leves ou moderados. Os eventos adversos mais comuns (> 10%), independentemente do grupo de tratamento, foram: tosse, exacerbação de infecção pulmonar, e tosse produtiva. Não houve descontinuação devida a eventos adversos em nenhum grupo.

No Dia 15, havia uma melhora absoluta média na ppFEV1 de +9,6 pontos percentuais a partir da fase basal nos pacientes recebendo regime de combinação tripla de VX-659 (120 mg a cada 12h), tezacaftor e ivacaftor, e uma redução média do cloreto no suor de -41,6 mmol/L. Para os pacientes recebendo placebo, houve uma redução absoluta média na ppFEV1 de -0,4 pontos percentuais e uma redução média do cloreto no suor de -11,0 mmol/L.

Dados de toxicologia pré-clínica

No estudo de Fase 2 de VX-440, foi exigido que mulheres em idade reprodutiva usassem métodos contraceptivos pré-especificados, não hormonais com base nos resultados de estudos pré-clínicos prévios de toxicologia reprodutiva. Os estudos pré-clínicos de toxicologia reprodutiva de VX-152, VX-659 e VX-445 estão completos e não revelaram resultados adversos importantes.

Sobre a FC

A FC é uma doença genética rara que tem potencial de encurtar a vida, e afeta aproximadamente 75 mil pessoas na América do Norte, Europa e Austrália.

A FC é causada por uma proteína CFTR defeituosa ou ausente que resulta de mutações no gene CFTR. Os filhos devem herdar dois genes CFTR defeituosos — um de cada genitor — para ter fibrose cística. Há aproximadamente duas mil mutações conhecidas no gene CFTR. Algumas dessas mutações, que podem ser determinadas por um teste genético ou teste de genotipagem, indicam a FC ao criar proteínas CFTR inativas ou em pequeno número na superfície celular. A função defeituosa ou a ausência de proteína CFTR resulta em fluxo não satisfatório de sal e água para dentro e para fora das células de vários órgãos. Nos pulmões, isso leva ao acúmulo de muco anormalmente espesso e viscoso, que pode causar infecções pulmonares crônicas e lesão pulmonar progressiva em muitos pacientes e, eventualmente, levar à morte, sendo a idade mediana da morte em torno dos 20 anos.

Sobre a Vertex

A Vertex é uma empresa de biotecnologia global que tem como objetivo descobrir, desenvolver e comercializar medicamentos inovadores, de forma que pessoas com doenças graves possam ter uma vida melhor. Além dos nossos programas de desenvolvimento clínico voltados para a fibrose cística, a Vertex tem mais de doze programas de pesquisa em andamento focados em outras doenças graves e ameaçadoras à vida.

Fundada em 1989 em Cambridge, Massachussets, a Vertex tem hoje sítios de pesquisa e desenvolvimento e escritórios comerciais nos EUA, Europa, Canadá e Austrália.

Por sete anos seguidos, a revista Science apontou a Vertex como um dos seus Top Employers em Ciências da Vida. Para mais informações e últimas atualizações da empresa, acesse: www.vrtx.com.

História de colaboração com a Cystic Fibrosis Foundation Therapeutics, Inc. (CFFT)

A Vertex iniciou seu programa de pesquisas em FC no ano 2000, como parte de uma colaboração com a CFFT, empresa sem fins lucrativos na descoberta e desenvolvimento de drogas, afiliada da Cystic Fibrosis Foundation. Como parte dessa colaboração, foram descobertos pela Vertex: KALYDECO® (ivacaftor), ORKAMBI® (lumacaftor/ivacaftor), tezacaftor, VX-440, VX-152, VX-659 e VX-445.

Nota especial referente a declarações prospectivas

Este comunicado à imprensa contém declarações prospectivas como definido na Private Securities Litigation Reform Act (Lei de Reforma do Litígio de Valores Privados) de 1995, incluindo, sem limites, as declarações do Dr. Chodakewitz no terceiro parágrafo, e as informações fornecidas referentes aos planos da Vertex no sentido de iniciar o desenvolvimento fundamental de um ou mais regimes de combinação tripla na primeira metade de 2018. Embora a Vertex acredite que as declarações prospectivas contidas neste comunicado à imprensa sejam precisas, tais declarações prospectivas representam as crenças da empresa apenas a partir da data deste comunicado à imprensa, e há vários fatores que poderiam fazer com que eventos ou resultados reais diferissem materialmente dos indicados por estas declarações prospectivas. Tais riscos e incertezas incluem, entre outras coisas, (i) que a Vertex poderia experimentar atrasos imprevistos na condução de seus programas de desenvolvimento relacionados aos tratamentos de combinação tripla e na apresentação de registros regulatórios relacionados, (ii) que os resultados iniciais estabelecidos neste comunicado à imprensa podem diferir dos resultados finais desses estudos em andamento, (iii) que as autoridades regulatórias podem não aprovar ou não aprovar em tempo hábil, os tratamentos de combinação tripla por razões de segurança, eficácia ou outras, (iv) e outros riscos listados em Risk Factors (Fatores de Risco) no relatório anual da Vertex e nos relatórios trimestrais arquivados pela Comissão de Segurança e Intercâmbio, e disponíveis no site da empresa: www.vrtx.com. A Vertex não se obriga a atualizar as informações contidas neste comunicado à imprensa quando novas informações estiverem disponíveis.

(VRTX-GEN)

Teleconferência e Webcast

A empresa organizou uma teleconferência e webcast em 18 de julho de 2017 para discutir os resultados apresentados acima. A conferência foi transmitida ao vivo, e a transmissão pode ser acessada no site da Vertex: www.vrtx.com na seção “Investors” em “Events and Presentations.”

Veja a versão original em: businesswire.comhttp://www.businesswire.com/news/home/20170718006344/en/

Vertex Pharmaceuticals Incorporated Investors:
Michael Partridge, +1 617-341-6108 ou
Eric Rojas, +1 617-961-7205 ou
Zach Barber, +1 617-341-6470 ou

Mídia:
Megan Goulart
Heather Nichols
mediainfo@vrtx.com
América do Norte: +1 617 961 5093
Europa e Austrália: +44 20 3204 5275

Fonte: Vertex Pharmaceuticals Incorporated

Notícias fornecidas por Acquire Media

 

Fonte: http://investors.vrtx.com/releasedetail.cfm?ReleaseID=1033559

Traduzido por Vera Carvalho: Voluntária de Tradução de Textos do Instituto Unidos pela Vida. Vera é tradutora profissional há treze anos, com especialidade em textos acadêmicos e científicos.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Compartilhe!

Nenhum comentário

Você pode enviar o primeiro comentário.

Deixe um comentário

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Digite os caracteres para enviar seu comentário