4 fatos sobre higiene bucal e fibrose cística que você precisa saber

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 25 de outubro de 2020

O dia 25 de outubro marca a passagem do Dia do Dentista, profissional que também faz parte da equipe multidisciplinar de acompanhamento às pessoas com fibrose cística. Devemos considerar este profissional essencial, assim como os demais da equipe multidisciplinar, afinal, a saúde começa pela nossa boca. E para marcar a passagem desta data, a equipe do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística preparou 4 fatos sobre higiene bucal e fibrose cística que você precisa saber. Confira!

Fato 1: Estar com a saúde bucal em dia pode evitar infecções

Escovar os dentes e utilizar fio dental são atitudes que podem garantir que sua saúde bucal esteja sempre em dia, evitando problemas como a gengivite pelo acumulo de placa bacteriana (biofilme dental). Essa placa transparente tem a capacidade de acumular alimentos e também bactérias que podem causar infecções e prejuízos para a nossa saúde. Por isso, além de cuidar para que essas bactérias fiquem longe das nossas mãos e vias aéreas com o uso de álcool em gel, por exemplo, é fundamental que você também faça a escovação dos dentes várias vezes ao dia, principalmente após as refeições, e utilize fio dental diariamente. A escovação noturna é fundamental! Nunca deixe de passar fio e escovar os dentes antes de dormir.  Essas etapas são importantes para evitar o biofilme dental e, consequentemente, o acúmulo de bactérias na sua boca.

Fato 2: O acompanhamento com um Dentista é fundamental

Como falamos anteriormente, passar o fio dental e escovar seus dentes são etapas importantes para manter a saúde bucal em dia, mas além disso existe outro aspecto que precisa ser levado em consideração: o acompanhamento periódico por um Dentista. No caso das pessoas com fibrose cística, é extremamente importante que as consultas com esse profissional sejam feitas a cada três meses. Dessa forma, você saberá como está sua saúde bucal e, caso apareça algum problema, esse profissional poderá lhe ajudar na recomendação de um tratamento para resolvê-lo precocemente. A prevenção sempre será a melhor escolha e o melhor remédio.

Fato 3: Pessoas na fila para o transplante necessitam deste acompanhamento

A fibrose cística é uma das condições que mais encaminham para o transplante pulmonar e o acompanhamento odontológico para as pessoas com fibrose cística que estão na fila para a realização do procedimento também é fundamental. Dessa forma, o Dentista poderá fazer a avaliação do paciente quanto ao risco de infecções e tomar todas as medidas necessárias para reduzir ao máximo as possibilidades de problemas bucais que possam interferir na realização do transplante. Você sabia que se for encontrado algum foco de infecção na sua boca o transplante pode não ser realizado? Cárie , gengivite , tártaros e muitas outras doenças bucais são focos de infecção, portando, previna-se.

Fato 4: Troque sua escova de dentes regularmente

Não é apenas a boca que pode acumular bactérias que causam infecções e trazem complicações para a saúde de quem tem fibrose cística. A escova de dente também pode atuar desta forma. Por isso, o ideal é fazer a troca da escova dental mensalmente e evitar o armazenamento deste item em lugares fechados e sem ventilação. O ideal é sempre deixar sua escova em um local aberto e bem longe do vaso sanitário. Se vc estiver tratando colonização de bactérias não esqueça de trocar a escova imediatamente após o tratamento ser concluído.

Com essas informações você agora sabe mais sobre a importância de manter a sua saúde bucal em dia, mas, caso tenha alguma dúvida, procure um profissional da área. Ele irá lhe ajudar e fazer um acompanhamento para garantir que a saúde da sua boca estará sempre da melhor maneira possível.

Por Kamila Vintureli

Fonte consultada e revisão: Dra. Priscila Moreira ( São Paulo/SP)

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui