Depoimento Ana Beatriz – Tudo posso naquele que me fortalece

Categoria: Depoimentos - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 02 de dezembro de 2019

Eu me chamo Ana Beatriz, tenho 19 anos e fui diagnosticada com Fibrose Cística com quase 1 ano de idade. Antes do diagnóstico já tinha passado por 4 internações, até que finalmente recebemos a confirmação e iniciamos o tratamento.

Com 4 meses de vida dei entrada no CTI com uma severa desnutrição e lesões pelo corpo todo, o que me levou a um quadro de choque séptico.Saí dessa internação e a batalha continuou por mais duas internações seguidas, pois os médicos não encontravam a causa de todos os problemas. Até que um dia fui encaminhada para um hospital universitário com o objetivo de que os profissionais de lá estudassem o meu caso. 

Foi assim que veio o diagnóstico e fomos para o centro de referência em Fibrose Cística. Nesse momento uma luz se acendia e assim começamos o tratamento. Fiquei 10 anos sem internar, levando uma vida quase normal, porém, com uma intensa rotina de tratamento.

No dia 09 de junho de 2009, quando eu completava meus 10 anos de idade, ganhei de presente minha segunda chance de viver. Tive minha segunda experiência traumática quando, na falta de medicamentos fornecidos pelo Estado, tive uma recaída que me levou ao coma. No primeiro momento veio o medo, a angústia e o sofrimento. Aos poucos as coisas foram se encaminhando, o tratamento foi dando resultado e eu seguia a vida, mas agora minha realidade já não era a mesma. Muitas vezes passei Natal, Páscoa, aniversário e feriados prolongados internada.

Aos 17 anos, passei por outra fase delicada, minha mãe teve um diagnóstico de um câncer devastador e foi desenganada pelos médicos. O medo mais uma vez tomou conta de mim, pois achei que perderia aquela que estava sempre ao meu lado. Porém, embora eu estivesse com um declínio muito grande na minha saúde, tive minhas forças renovadas para continuar lutando, pois acompanhei de perto o milagre que Deus operou na vida da minha mãe. Hoje ela está curada e continua comigo.

Passei por um turbilhão de sensações que mal posso explicar, tudo isso misturado aos sonhos de uma jovem como outra qualquer tem. Meu estado de saúde complicou e começou minha intensa jornada de internações, agora em intervalos mais curtos. Entrei em coma pela segunda vez em 2017 e, mais uma vez, minha vida estava na corda bamba, mas o Senhor me devolveu o fôlego de vida e aqui estou, lutando por dias melhores.

A Fibrose Cística  às vezes nos surpreende com recaídas, mas sigo em frente porque a vida nem sempre é fácil, mais ninguém disse que seria, e mesmo assim continua sendo linda. Agradeço a todos que passaram pela minha vida e de alguma forma contribuíram para que meus dias se tornassem mais coloridos e que me ajudaram a chegar até aqui. Posso todas as coisas NAQUELE QUE ME FORTALECE.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui