Depoimento Ana Júlia Mazziero | Você é forte, você é gigante

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 18 de fevereiro de 2021

Fevereiro é o mês das doenças raras e a temática da campanha deste ano é Você é forte, você é gigante. Por isso, o time do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística trará, durante todo o mês, depoimentos especiais de pessoas com fibrose cística que compartilharam conosco o que as fazem fortes e gigantes. 

Para começar conversamos com a Ana Júlia Mazziero, diagnosticada com fibrose cística com um ano e meio de vida. Na época ela apresentava um dos principais sintomas da fibrose cística: a dificuldade para ganhar peso e estatura. Após muitos exames e vários profissionais consultados, o diagnóstico foi confirmado.

De lá pra cá, muita coisa mudou na vida da Ana Júlia. Com o diagnóstico ela pode iniciar o tratamento adequado para a doença, o que trouxe mais saúde e qualidade de vida para que buscasse seus sonhos, como o de cursar Fisioterapia.

“A minha força me fez gigante. Antes eu duvidava de que seria capaz de passar por tudo o que já vivi na minha vida, mas hoje vejo que tenho muita garra dentro de mim. A partir do momento em que eu comecei meu trabalho de divulgação da fibrose cística nas mídias sociais, passei a ter mais contato com famílias que acabavam de receber o diagnóstico dos seus filhos. Essas pessoas chegavam até mim com muito medo e eu tive a chance de confortá-las, de ajudá-las. Foi neste momento que eu percebi que eu tinha uma missão e eu me senti bem. Foi neste momento que minha raridade me tornou gigante.”

Neste caminho cheio de força e determinação, Ana Júlia conta com o apoio de muitas pessoas, entre amigos e familiares, que a ajudam na missão de tornar a fibrose cística mais conhecida e permanecer forte.

“Meus pais, sem dúvidas, são pessoas incríveis e que sempre me apoiaram. Eles estão do meu lado em todos os caminhos que me levam aos meus sonhos e estiveram comigo em todos os momentos de provação que a fibrose cística me fez passar. Além deles, também conto com o suporte do meu namorado, pessoa maravilhosa que busca sempre me ajudar e estudar sobre a doença para me apoiar a ser cada dia mais forte. Meus amigos e minha família são fundamentais neste processo de seguir gigante. Sempre que tenho um objetivo e acho que a fibrose cística irá me impedir de conquistá-lo eles estão lá, ao meu lado, e não me deixam desistir. Se estou aqui hoje, forte e gigante, é por causa deles.”

Além do apoio da família, dos amigos e do namorado, Ana Júlia também afirma ter outro aliado: o Instituto Unidos pela Vida.

“Foi a partir do meu contato com o Unidos pela Vida que eu me encontrei, que eu me entendi e me aceitei por completo. Graças aos depoimentos de fibra, textos que o time do Instituto publica semanalmente, percebi que não estou sozinha e comecei a encontrar pessoas com as quais me identificava. Foi mandando meu depoimento para o Unidos pela Vida que eu pude assumir a fibrose cística para mim e para todos que me acompanham. Isso me fez amadurecer e me ajudou muito. Sou grata ao Instituto por isso e por todas as oportunidades que esse time me proporciona.” 

Para finalizar, Ana Júlia compartilhou conosco o que, para ela, significa ser rara e deixou uma mensagem para todas as pessoas diagnosticadas com uma doença rara do Brasil.

“Para mim, ser rara significa ter a oportunidade de mostrar coisas diferentes ao mundo, significa ter a chance de fazer a diferença, não necessariamente com gestos grandiosos, mas com atitudes que podem mudar vidas. Tenho convicção de que cada um de nós tem uma missão neste mundo e essa é a nossa. Ser raro é descobrir em uma dificuldade a sua maior força e saber que, naquele momento, só você será capaz de fazer a diferença”.

Por Kamila Vintureli

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui