Série especial Coronavírus: conhecendo a doença

O Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística, começa agora a Série Especial Coronavírus. Com as contaminações no Brasil e no mundo crescendo a cada dia, muitas informações sobre o COVID-19, falsas e verdadeiras, são divulgadas em grande intensidade e trazem muitas dúvidas para a população em geral.
Por isso, nessa série, buscaremos esclarecer os principais pontos sobre o novo Coronavírus, principalmente as questões relacionadas à Fibrose Cística. Nesse primeiro texto, trazemos informações básicas sobre a doença, como causas e sintomas. Vem com a gente!
Conhecendo o Coronavírus
O Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias, recebendo esse nome por conta de sua aparência de coroa. O seu novo agente, descoberto em 31 de dezembro de 2019 após os primeiros casos registrados na China, recebeu o nome de COVID-19. 
Historicamente, o Coronavírus teve seus primeiros casos registrados em humanos em 1937, mas recebeu esse nome somente em 1935, quando foi possível observar seu perfil microscópico. 
Como o vírus é transmitido?
De acordo com as investigações de especialistas em saúde, o novo Coronavírus é transmitido principalmente de pessoa para pessoa por meio de gotículas de saliva, tosse, espirro, catarro e aperto de mão. Além disso, a transmissão também pode ser feita pelo contato com objetos ou superfícies contaminadas.
Como evitar a contaminação?
Diversas medidas de precaução estão sendo recomendadas para evitar que a população entre em contato com o COVID-19. A principal delas é o isolamento social, evitando locais com aglomeração de pessoas e pouco ventilados. Além disso, a higienização das mãos várias vezes ao dia com água e sabão (por pelo menos 20 segundos) e álcool em gel, são atitudes fundamentais para ficar longe do novo Coronavírus.
Outras medidas de proteção são o não compartilhamento de objetos de uso pessoal, evitar tocar a boca, olhos e nariz, evitar o contato com pessoas que apresentem sintomas da doença e, ao tossir ou espirrar, utilizar lenço de papel ou o braço. 
Quais os principais sintomas?
De acordo com o Ministério da Saúde, os principais sintomas do COVID-19 envolvem o sistema respiratório, como tosse e dificuldade para respirar. Além disso, em alguns casos, pode causar complicações, como pneumonia. Sinais como coriza e febre também podem indicar a contaminação pelo novo Coronavírus.
Como é feito o diagnóstico?
O COVID-19 é diagnosticado por meio da coleta de duas amostras de materiais respiratórios do paciente com suspeita de contaminação. Para confirmar a doença, são realizados exames de biologia molecular que conseguem detectar o RNA viral.
Como é realizado o tratamento?
Ainda não existe um tratamento específico para o novo Coronavírus e estudos estão sendo realizados para desenvolver métodos e medicamentos para tratar os pacientes contaminados de maneira mais eficaz.
Até o momento, os casos confirmados estão sendo tratados com repouso, consumo alto de água e uso de medicamentos para dor e febre, além de intervenções mais complexas em casos mais graves. É importante ressaltar que a automedicação nunca é indicada e pode causar complicações em seu quadro clínico. Por isso, caso identifique os sintomas, procure ajuda médica!
Foto:  Médico foto criado por freepik – br.freepik.com
Referências:
http://portal.anvisa.gov.br/coronavirus/faq
https://www.saude.gov.br/o-ministro/746-saude-de-a-a-z/46490-novo-coronavirus-o-que-e-causas-sintomas-tratamento-e-prevencao-3
Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.