Série Especial Coronavírus: Uso de máscaras de proteção

Categoria: Coronavírus - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 18 de abril de 2020

A Série Especial Coronavírus, criada pela equipe do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística, traz agora informações atualizadas sobre o uso correto de máscaras de proteção neste período de pandemia causado pelo novo Coronavírus, o Covid-19.

As máscaras são itens importantes para a proteção das vias respiratórias, porém, é importante ter em mente que o seu uso só é realmente eficaz quando realizado em conjunto com outros cuidados, como lavar as mãos várias vezes ao dia por, no mínimo, 20 segundos, utilizar álcool em gel e optar pelo distanciamento social, ficando a 2 metros de distância de outras pessoas.

Os profissionais da área da saúde utilizam a máscara N95 e a máscara cirúrgica, itens fundamentais para que se protejam durante a realização do seu trabalho, principalmente em meio à pandemia. Essas máscaras são desenvolvidas com tecnologia e design específicos, seguindo normas que garantem sua eficácia. Além disso, a maioria dos profissionais da saúde recebem um treinamento para utilizá-las, manuseá-las, conservá-las e descartá-las de maneira correta.

E o que isso significa? Isso quer dizer que não podemos achar que começaremos a utilizar essas máscaras feitas especificamente para profissionais da saúde de maneira correta do dia para a noite. Precisamos ter muito cuidado e nos atentar aos detalhes que farão a diferença para a nossa proteção e proteção das pessoas ao redor.

Como utilizar a máscara corretamente

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), pessoas com sintomas do Covid-19 (falta de ar, tosse, febre, coriza), cuidadores, pessoas próximas de pacientes com sintomas e profissionais da saúde fazem parte do grupo que deve utilizar máscara de proteção diariamente. No Brasil, além dessas pessoas, o Ministério da Saúde recomenda que todo indivíduo que precise sair de casa também utilize a máscara.

O ideal é optar pelo isolamento social e ficar em casa, mas caso seja necessário sair, use a máscara. Mas é importante utilizá-la corretamente. Lave as mãos com água e sabão ou a higienize com álcool em gel antes de manusear a máscara. Quando for colocá-la, segure apenas pelo elástico, evitando tocar as outras partes. Além disso, se você tiver cabelos longos, prenda-os antes de colocar para reduzir a área de contaminação. 

A máscara deve ser trocada a cada 2 horas ou sempre que estiver úmida. Para evitar que fique muito úmida rapidamente, fale o mínimo possível e se alimente e beba água antes de colocar a máscara. Quando for remover, segure direto no elástico e descarte no lixo imediatamente.

Máscaras caseiras

Por conta da alta procura pelas máscaras, o item está em falta no Brasil, situação que prejudica e coloca em risco os profissionais da saúde e pessoas que precisam utilizá-las diariamente. Por isso, o Ministério da Saúde também recomenda que você faça o uso racional das máscaras, utilizando somente quando necessário.

E para evitar que a população em geral afete ainda mais esse abastecimento, o Ministério da Saúde recomenda o uso de máscaras de pano caseiras. Elas podem se tornar barreiras físicas importantes, mas é preciso ter em mente que ainda não há nenhum estudo que comprove a verdadeira eficácia desses itens na proteção e o seu uso também deve vir aliado da higienização das mãos e do distanciamento social.

E não é qualquer tipo de material que pode ser utilizado na máscara caseira. Para que ela seja realmente eficiente, a máscara precisa ter pelo menos duas camadas de pano, ou seja, ser dupla face, e ser feita em tecido de algodão, tricoline ou TNT devidamente higienizados.

É fundamental que a máscara caseira seja de uso individual, ou seja, você não pode compartilhá-la com ninguém! As máscaras feitas de algodão podem ser lavadas e reutilizadas, mas as produzidas com TNT devem ser descartadas após o uso. Além disso, atente-se às medidas. A máscara precisa cobrir totalmente a boca e nariz do usuário, ajustando-se perfeitamente no rosto e sem deixar nenhum espaço nas laterais.

Vale reforçar!

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, apesar da máscara ser um item extremamente importante, o isolamento social e a constante higienização das mãos com água e sabão e álcool em gel são as principais medidas para evitar a contaminação pelo novo Coronavírus. Por isso, opte por ficar em casa, evitar aglomerações e locais fechados e lave as mãos várias vezes ao dia. Isso irá proteger você e todas as pessoas ao seu redor! Em caso de dúvidas, procure seu médico!

Referências:

https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/03/saiba-quando-e-eficaz-utilizar-a-masunidara-de-protecao

https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46645-mascaras-caseiras-podem-ajudar-na-prevencao-contra-o-coronavirus

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public/when-and-how-to-use-masks

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui