COVID-19: Recomendações dos profissionais do GBEFC

Categoria: Coronavírus - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 17 de março de 2020

Essas recomendações foram produzidas em 13/03/2020 e podem ser modificadas à medida que novas orientações do Ministério da Saúde ou de Sociedades Médicas indicarem a necessidade.

Aparentemente, o fato de ter fibrose cística (FC) não aumenta as chances de adquirir o novo coronavírus (também conhecido como SARS-CoV-2).

Mas não há no momento informações de como a infecção pelo SARS-CoV-2 (conhecida por COVID-19) afetará as pessoas com fibrose cística. Naqueles que estão bem, pode ser uma doença leve, mas aqueles com problemas respiratórios significativos provavelmente correm o risco de manifestações mais graves caso venham a ser infectados pelo COVID-19.

As recomendações do GBEFC para o momento são:

1. Seguir as orientações do Ministério da Saúde e Sociedades Médicas para tentar evitar a aquisição e propagação do SARS-CoV-2:

2. Cuide da manutenção da sua saúde, mantendo os seus tratamentos usuais:

3. Sinais clínicos da infecção pelo SARS-CoV-2 e o que fazer:

• São sinais clínicos clássicos de infecção respiratória por vírus, incluindo: febre, tosse, dor na garganta, congestão nasal, dor de cabeça, mal-estar e dores pelo corpo;

• Pessoas com esses sintomas devem evitar o contato com outras pessoas, cobrir a boca para tossir ou espirrar, usando lenços que devem ser imediatamente descartados. Se usar as mãos, essas devem ser higienizadas imediatamente;

• No caso da fibrose cística, podem haver sintomas mais específicos, como aumento da secreção (catarro), mudança da coloração/aspecto do catarro, piora da falta de ar, etc. Essa situação deve ser comunicada à equipe da FC, que orientará como proceder;

• A ida a um serviço de emergência (ou ao seu Centro de FC) é recomendada se surgirem situações mais graves, como falta de ar, catarro com sangue, vômitos persistentes ou incapacidade de se alimentar, prostração, lábios ou extremidades arroxeadas.

Observação 1: Se você ainda tiver perguntas médicas específicas, entre em contato com a equipe de FC que tenha conhecimento de seu histórico de saúde.

Observação 2: Pessoas com FC que realizaram transplante de pulmões ou fígado podem precisar de precauções adicionais, e devem falar com sua equipe de transplante.

Texto criado pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Fibrose Cística

Foto:  Papel foto criado por freepik – br.freepik.com

Fontes consultadas:

https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2020/fevereiro/11/protocolo-manejo-coronavirus.pdf

https://www.cysticfibrosis.org.uk/news/uk-cf-medical-associations-statement-on-coronavirus/

https://www.cff.org/News/News-Archive/2020/Update-on-COVID-19/

https://vidasaudavel.einstein.br/covid-19-faq/

http://saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui