Depoimento – Cristina Braga Costa

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 17 de fevereiro de 2020

O meu nome é Cristina Braga Costa, tenho 36 anos, sou mãe de uma menina de 20 anos e moro em Cariacica, no Espírito Santo. Descobri a Fibrose Cística com 24 anos e tive muita dificuldade em aceitar o diagnóstico no início, mas depois fui conhecendo a doença, me ajustei ao tratamento e tive uma melhora de 90% no quesito qualidade de vida.

Tive todos os sintomas da Fibrose Cística desde que nasci mas, mesmo assim, não fui diagnosticada precocemente. Por isso, hoje em dia, minha saúde não é tão boa quanto poderia ser caso eu tivesse recebido o diagnóstico antes. 

Não vou negar que a Fibrose Cística me atrapalha na realização de muitas coisas do meu dia a dia. A rotina de tratamento, as nebulizações… Tudo ocupa muito tempo do meu dia. Não programo muitas coisas pois, dependendo da minha condição, não sei se vou estar em casa ou internada. Mas, apesar de tudo isso, eu me esforço para fazer o que posso e o que gosto sempre. Realizo acompanhamento com a equipe de transplante de São Paulo, mas ainda não tenho indicação para entrar na fila, graças a Deus! 

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui