Depoimento – Natália Amadei

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 26 de janeiro de 2021

O time do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística entrevistou a Natália Amadei e compartilha agora um pouco da sua história. Ela mora na cidade de Curitiba/PR, tem 12 anos e foi diagnosticada com fibrose cística quando tinha apenas 21 dias de vida por meio do Teste do Suor.

“Meus pais contam que na época em que receberam a notícia eles não conheciam nada sobre a doença, nunca tinham ouvido falar, mas desde aquele momento começaram o tratamento recomendado pela equipe médica. Os principais sintomas que eu apresentava antes do diagnóstico eram a tosse, diarreia e o suor mais salgado que o normal”, afirmou Natália.

O tratamento para a fibrose cística é algo que faz parte da vida da Natália desde sempre. Ela cresceu com seus pais ressaltando a importância da realização de todas as etapas indicadas pelos médicos e com o passar dos anos foi ficando cada dia mais independente em relação ao tratamento.

“Minha rotina com a fibrose cística basicamente inclui a realização da fisioterapia respiratória todos os dias. Faço com a minha bola de pilates e outros itens que tenho por aqui e que os profissionais indicaram. Também faço uso de alguns medicamentos e me esforço muito para cumprir cada etapa do tratamento para viver cada dia melhor.”

Atualmente Natália estuda e gosta muito de navegar na Internet e utilizar as redes sociais. Por conta da pandemia causada pela covid-19, os passeios para ver os amigos e a família ficaram mais limitados, mas ela afirma que a rotina de tratamento para a fibrose cística nunca a atrapalhou em nada e sempre realizou tudo que queria.

“Agora com a pandemia minha rotina de lazer e estudos mudou bastante. Fico mais em casa e, além de me dedicar ao tratamento para a fibrose cística, também gosto muito de ficar na Internet e produzir conteúdos para a minha página no Instagram. Eu adoro me maquiar, cuidar do meu perfil nas redes sociais e interagir com meus amigos.”

Clique aqui para seguir a Natália no Instagram e acompanhar um pouco mais do seu dia a dia. Atualmente ela faz o acompanhamento no Hospital das Clínicas de Curitiba/PR e afirma que realizar o tratamento para a fibrose cística é algo essencial para o seu bem-estar.

“Essa rotina não me atrapalha em nada e sei o quão importante é realizá-la para que eu tenha mais saúde. Sei que o tratamento é muito importante para minha vida e para todas as pessoas diagnosticadas com a doença. Por isso, gostaria de falar para todos: continuem seguindo tudo que é recomendado pelos médicos, façam o tratamento da melhor maneira possível pois isso faz toda a diferença para a nossa qualidade de vida. Somos incríveis, fortes, guerreiros e vamos vencer”, finalizou.

Quer ver sua história aqui no site do Unidos pela Vida também? Então entre em contato conosco pelo (41) 99636-9493 ou contato@unidospelavida.org.br.

Por Kamila Vintureli

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui