Dia do Pneumologista – Entrevista com a Dra. Luciana Monte

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 02 de junho de 2021

No Brasil, o dia 02 de junho marca a passagem do Dia do Pneumologista, profissional que faz parte da equipe multidisciplinar de tratamento para a fibrose cística. Para homenagear todos os pneumologistas do Brasil, o time do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística entrevistou a Dra. Luciana Monte, coordenadora da Pneumologia Pediátrica e do Centro de Referência de Fibrose Cística do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB).

De acordo com a Dra. Luciana, que é especialista em Pediatria e Pneumologia Pediátrica pelo Instituto da Criança da Universidade de São Paulo (USP), o pneumologista tem um papel fundamental no acompanhamento das pessoas diagnosticadas com fibrose cística.

“A principal causa de adoecimento de quem tem fibrose cística é a doença respiratória, por isso, este profissional deve acompanhar de perto os pacientes para tratar os agravos já existentes e também para prevenir a progressão da patologia. Essa assistência contínua proporciona mais qualidade e expectativa de vida para as pessoas com a doença.”

Os primeiros contatos da Dra. Luciana com a fibrose cística aconteceram durante o internato no curso de Medicina e durante a residência médica. Foi neste período que ela percebeu que poderia ajudar as pessoas diagnosticadas com a doença com um acompanhamento e tratamento adequados.

“Com essa trajetória, tive a oportunidade de me aprofundar cientificamente sobre o tema, aumentando ainda mais o meu interesse e me impulsionando para o mestrado em diagnóstico molecular das infecções respiratórias na fibrose cística. Nesta área o aprendizado é contínuo e envolve dedicação e muitas participações em conferências e cursos nacionais e internacionais. Agora, já como coordenadora da Pneumologia Pediátrica e do Centro de Referência em Fibrose Cística do Hospital da Criança de Brasília José Alencar, e professora de Pediatria da Universidade Católica de Brasília (UCB), continuo me inspirando nos meus mestres e em todas as pessoas com fibrose cística e seus familiares, buscando realizar um trabalho de excelência e, mais do que isso, inspirar a equipe interdisciplinar, colegas, alunos, residentes e pacientes, para que também busquem o melhor em cada um.”

Em todos esses anos atuando com tanta dedicação no cenário da fibrose cística no Brasil, a Dra. Luciana afirma que poder colaborar com a ciência por meio de aulas em eventos importantes, produção de artigos sobre o tema e apresentações de pesquisas em conferências nacionais e internacionais, é algo que lhe traz muita felicidade e realização.

“Tudo isso me motiva muito, mas o que considero mais importante na minha caminhada pela fibrose cística no Brasil é a minha prática clínica, cuidando com muito carinho das pessoas diagnosticadas com a doença e do nosso Centro de Tratamento, espaço que conseguimos estruturar por meio da parceria com colegas, da equipe multiprofissional, dos gestores do hospital e com o apoio dos pacientes e familiares. Somos gratos por essa conquista e hoje conseguimos oferecer um atendimento de alta qualidade e que segue os protocolos internacionais de tratamento para a fibrose cística. As dificuldades sempre foram muito grandes, mas a nossa persistência é ainda maior. Agora, o próximo desafio na minha atuação profissional será presidir, em parceria com o Grupo Brasileiro de Estudos de Fibrose Cística, o próximo Congresso Brasileiro de Fibrose Cística, em Brasília, que precisou ser adiado por conta da pandemia. Estamos aguardando ansiosamente por um melhor momento para realizarmos esse grande evento científico.”

Para finalizar, a Dra. Luciana afirma que atuar com pessoas com fibrose cística e seus familiares é um aprendizado contínuo, e que após muitos anos de estudo e experiência, ficou claro para ela a importância de seguir alguns pilares que considera essenciais em sua prática como pneumologista.

“Ciência, propósito de vida, esperança, amor, respeito, empatia, persistência, ética, união e rede de apoio. Precisamos disso enquanto profissionais, cuidadores e pacientes. É isso que tento demonstrar para eles e também para a equipe de fibrose cística do nosso serviço. Isso se traduz em vida com mais qualidade, rumo à cura das doenças crônicas em geral. Para todos os pneumologistas do Brasil, gostaria de reforçar que a nossa profissão é linda e dá ‘fôlego’ para as pessoas. Minha sugestão é que continuem cuidando muito bem do sistema respiratório, mas que vejam esses órgãos pertencendo a um contexto de uma pessoa inteira, de corpo e alma, pois é tudo muito interligado. O ‘fôlego’ que ajudamos os nossos pacientes a recuperarem não é somente composto por ar e oxigênio, mas também por vida e esperança.”

Neste Dia do Pneumologista, o Unidos pela Vida parabeniza todos os profissionais da saúde que realizam o atendimento de pessoas com fibrose cística, em especial aos pneumologistas. Vocês fazem toda a diferença!

Por Kamila Vintureli

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui