Mãe de fibra compartilha informações sobre a Fibrose Cística na escola com o gibi do Super Fibra

Categoria: Coronavírus - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 06 de maio de 2020

A Janaina Diolindo Coelho é a mãe de fibra do Guilherme, diagnosticado com Fibrose Cística. Essa família de fibra mora em Miraí/MG e resolveu levar informações sobre a doença para os colegas e professores do Guilherme. A ação aconteceu antes da pandemia causada pelo novo Coronavírus motivar a suspensão das aulas em todo o Brasil.

Na época, Janaina entrou em contato com a equipe do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística e solicitou o envio de algumas unidades do gibi do Super Fibra, mascote do Instituto.

O gibi “Super Fibra: Uma História de Fibra” é um material informativo criado pelo Unidos pela Vida e que busca auxiliar no processo de entendimento sobre a Fibrose Cística tanto para as crianças que foram diagnosticadas com a doença, quanto para as que convivem com elas.

Na história, o Super Fibra tem Fibrose Cística e relata toda a sua rotina para seus colegas de escola. Ele também mostra para todo mundo que, ao mesmo tempo que ele tem Fibrose Cística, ele também é um herói, passando a mensagem de que cada um pode ser o que quiser! Clicando aqui você pode baixar a versão online do gibi. Caso prefira receber a versão impressa em sua casa, basta preencher o formulário clicando aqui

O Guilherme é a única pessoa diagnosticada com Fibrose Cística em sua cidade, Miraí, em Minas Gerais, o que faz com que poucas pessoas conheçam a doença. Por isso, sua mãe Janaina buscou  materiais que pudessem mudar essa realidade, pelo menos dentro da escola. 

“A Fibrose Cística é pouco conhecida por aqui e eu queria mudar isso, principalmente no ambiente escolar do Guilherme. Por isso, levei o gibi do Super Fibra para os coleguinhas de sala de aula. Eu quero que as mães também saibam mais sobre a doença e entendam os cuidados que eu preciso ter com meu filho. Eu quero que elas entendam que é importante me avisar caso o filho delas tenha gripe ou outra doença, pois elas podem afetar o Guilherme de uma forma diferente. As pessoas me perguntam, eu explico, mas é difícil de entender, e o gibi ajudou muito. As mães têm me apoiado bastante e as professoras também. No dia da atividade fizeram um vídeo com todos gritando ‘Super Fibra’ e foi lindo de ver”, finalizou Janaina.

Por Kamila Vintureli

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui