Laços familiares interrompidos na fibrose cística: o impacto da separação dos pais no tratamento de adolescentes com fibrose cística

Categoria: Adesão ao Tratamento - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 28 de dezembro de 2020

Resumo da pesquisa realizada por Tainá Fiabani. O artigo fez parte do volume exclusivo sobre fibrose cística da revista Visão Acadêmica da Universidade Federal do Paraná (UFPR), edição lançada em setembro de 2020 em alusão ao Mês Nacional de Conscientização sobre a Fibrose Cística e que pode ser acessada na íntegra clicando aqui.

O presente artigo aborda o impacto da separação dos pais no tratamento dos filhos adolescentes portadores da fibrose cística. A Fibrose Cística é uma doença grave e sem cura, demandando de cuidados especiais da família.

O tratamento exige cuidados especiais, sobretudo, na administração dos medicamentos e sessões de fisioterapia, fato que demanda a atenção, quase que exclusiva, de um membro da família, sendo que esta tarefa geralmente é assumida pela mãe. O impacto da notícia que um filho precisa de atenção diferenciada gera conflitos no seio familiar, agravados quando um dos cônjuges se sente desfavorecido em virtude de outro cônjuge dar maior atenção a pessoa doente.

Este trabalho buscou compreender o tensionamento familiar e as consequências no tratamento do adolescente portador de Fibrose Cística buscando na literatura especializada informações sobre como a separação do casal afeta, entre outras coisas, o tratamento do portador de Fibrose Cística.

Também ocorre o contrário, ou seja, ao saber da gravidade da doença a família une-se e ajuda o paciente a superar as dificuldades decorrentes da doença. Para compreender a dinâmica por trás da descoberta e tratamento da Fibrose Cística, mais pesquisas devem ser realizadas, visto que, a literatura publicada no brasil é escassa sobre o assunto.

Você pode conferir esse estudo na íntegra e saber mais sobre os pesquisadores clicando aqui.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui