A importância do uso das máscaras de proteção – Série Especial Coronavírus

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 19 de março de 2021

Mesmo com o início da vacinação contra a covid-19 no Brasil, a pandemia causada pela doença continua e toda a população deve seguir com os cuidados de distanciamento, isolamento social e de higiene para evitar a contaminação. Um desses principais cuidados é a máscara de proteção, mas, infelizmente, muitas notícias falsas, as famosas fake news, afirmando que não é necessário fazer uso do item, estão se espalhando pelos canais de comunicação e mídias sociais.

Para esclarecer suas dúvidas sobre o tema e reforçar a importância da utilização da máscara, o time do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística conversou com a bióloga, Dra. Cláudia Bica. Confira!

A máscara previne a disseminação da covid-19?

Sim. O uso de máscara de proteção é uma das formas de evitar a disseminação do SARS-CoV-2, vírus que causa a covid-19. Ao lado das medidas de proteção que já conhecemos, como distanciamento social, lavagem frequente das mãos e a manutenção de ambientes limpos e ventilados, a utilização correta de um dispositivo de proteção respiratória, como as máscaras, pode contribuir para minimizar a contaminação pelo vírus e por outros agentes infecciosos. Até que todos estejam vacinados!

Qual o tipo indicado?

Existem vários tipos de máscaras para proteção respiratória e que possuem indicações e níveis diferentes de proteção. A opção pelo item ideal vai depender do tipo de risco a que a pessoa está exposta. No cenário da covid-19, podemos citar, entre as máscaras disponíveis, a máscara cirúrgica com tripla camada como uma das mais utilizadas por se tratar de uma barreira que cobre o nariz e a boca. Ela pode proteger as vias respiratórias do usuário contra inalação de gotículas projetadas a curta distância, além de evitar a projeção de gotículas geradas por uma pessoa contaminada para o ambiente. Esta máscara deve ser trocada sempre que úmida e uso máximo 4 horas.

Posso utilizar uma máscara de tecido?

Sim, mas só se você não for de nenhum grupo de risco (pessoas com comorbidades ou acima de 60 anos), mas é preciso ter em mente que ela deve ser confeccionada com tripla camada: duas de um tecido natural, como o algodão, e uma interna de tecidos sintéticos, como seda ou poliéster. Caso a máscara não seja feita dessa forma, o ideal é que a pessoa utilize duas máscaras.  A máscara de pano deve ser bem ajustada ao rosto, evitando vazamentos de ar e ser higienizada após o uso (trocar a cada 2 horas).

Mas a máscara de pano realmente vai me proteger?

Ressalto que, considerando a situação de pandemia que estamos vivendo, todas as máscaras protegem pois cumprem com o seu papel de atuar como uma “barreira física”. Por isso, o uso desse material de proteção, mesmo que de pano, é muito importante para reduzir a quantidade de vírus em circulação. 

Crianças podem usar máscara de proteção?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Academia Americana de Pediatria, crianças menores de dois anos não devem usar máscaras pois existe o risco de sufocação. Para crianças com três anos a cinco anos, é importante que um adulto esteja sempre supervisionando o processo de adaptação, colocação e retirada da máscara. Dessa forma é possível garantir que o item está sendo utilizado de forma correta e realmente protegendo contra a contaminação. Acima desta idade, recomenda-se o uso por todos.

Todo mundo pode usar máscara de proteção?

Não. Algumas pessoas não conseguem utilizar o item por motivos que vão desde limitações de saúde até dificuldade em manusear a máscara de maneira correta. Para esses casos, quando houver a necessidade de sair de casa, deve-se optar pelo uso do escudo facial, o famoso face shield.

Como devo fazer após o usar a máscara (descarte ou higienização)?

As máscaras cirúrgicas devem ser trocadas sempre que estiverem úmidas ou no máximo após duas a quatro horas de uso. Esse tipo de proteção nunca deve ser higienizado e seu descarte precisa ser feito no lixo do banheiro de maneira imediata. Já a máscara de pano precisa ser trocada quando ficar úmida ou após duas horas de uso. Após a utilização, ela deve ser higienizada com solução desinfetante (água sanitária) ou em temperatura acima de 60ºC. 

Agora que você já sabe mais sobre as máscaras, siga utilizando esse item fundamental para sua proteção e para o cuidado com as pessoas ao seu redor. Em caso de dúvidas, entre em contato com os profissionais que fazem seu acompanhamento no Centro de Referência.

Por Kamila Vintureli

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui