Saúde e Nutrição: como se manter saudável em tempos de pandemia

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 31 de março de 2021

O dia 31 de março marca a passagem do Dia Mundial da Saúde e Nutrição. Você já parou para pensar como a pandemia causada pela covid-19 impactou esses aspectos da sua vida, principalmente o relacionado à alimentação?

De acordo com Lenycia Neri, nutricionista do Hospital das Clínicas de São Paulo (Instituto da Criança), o momento que estamos vivendo trouxe várias mudanças na rotina da população, e as alterações nos hábitos alimentares se destacam.

“Desde o início da pandemia as refeições passaram a ser mais caseiras e nutritivas, o que causou o fortalecimento do sistema imunológico das pessoas em um período considerado crítico. Porém, em contrapartida, o isolamento social também favoreceu a compulsão alimentar, situação que fez grande parte da população aumentar o consumo de guloseimas, salgadinhos, bebidas alcoólicas e alimentos processados. O resultado disso foi o sobrepeso não apenas entre adultos, mas também nas crianças e adolescentes.”

A nutricionista ainda relata que houve impacto direto na saúde nutricional de pessoas com fibrose cística, que por conta da pandemia, passaram a ter problemas para acessar suplementos nutricionais que são fundamentais para quem tem dificuldade para ganhar peso e estatura.

“Em minha atuação no ambulatório de fibrose cística do Hospital das Clínicas de São Paulo, pude perceber que os recursos da área da saúde têm sido totalmente focados para o combate à covid-19. Na prática, isso significa que pouco tem sido repassado para as pessoas diagnosticadas com doenças crônicas, como a fibrose cística. Em nossa região o fornecimento dos suplementos está escasso, o que pode trazer um impacto direto na saúde e nutrição dos indivíduos que necessitam deste item.”

Mas qual a melhor opção para driblar esse cenário e a falta dos suplementos alimentares? De acordo com Lenycia, caso você esteja vivendo uma situação semelhante, o melhor caminho é buscar a ajuda de um nutricionista.

“Corra atrás deste profissional e realize uma consulta para você ou para seu familiar com fibrose cística. Caso não queira expor seu filho ao ambiente hospitalar, opte por uma consulta via telefone ou escolha alguém da família para ir até o ambulatório receber essas orientações. Sabemos que o momento é difícil, mas não devemos parar com o tratamento. É preciso continuar com a fisioterapia respiratória, com as inalações, com o uso das enzimas pancreáticas e todos os outros aspectos que envolvem o tratamento para a doença.”

Lenycia afirma que, caso não seja possível acessar o suplemento alimentar, o nutricionista poderá verificar qual a melhor opção caseira para cada caso.

“Esse profissional fará um cálculo a partir das opções mais baratas e acessíveis, de acordo com a necessidade de cada família, para tentar atingir o número de calorias, vitaminas e outros componentes que aquela pessoa necessita durante o dia. Sabemos que a dieta industrializada é melhor, mas na ausência dela, o que não pode é deixar de comer. Hábitos que se tornaram comuns na pandemia, como crianças que passam o dia inteiro na frente da televisão, dormem até tarde, pulam refeições importantes e não fazem atividades físicas, são muito prejudiciais e devem ser evitados. Manter uma rotina de cuidados com a saúde e uma alimentação saudável são aspectos fundamentais para se manter bem durante a pandemia e driblar todos os desafios que ela colocar em nossas vidas.” 

E na sua casa, como está a sua rotina alimentar ou do seu familiar diagnosticado com fibrose cística? Caso tenha dúvidas, lembre-se da dica da Lenycia: procure um nutricionista e tenha acesso às melhores orientações para se alimentar da melhor maneira possível durante este período de isolamento social.

Por Kamila Vintureli

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui