Perfil nutricional de pacientes com fibrose cística de um centro de referência em fibrose cística

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 11 de janeiro de 2021

Resumo da pesquisa realizada por Brenda Xavier Martins, Mário Flávio Cardoso de Lima, Luciana Santos de Carvalho, Bruna Pinheiro Bastos, Bruna Costa Duarte, Marta Cristina Duarte e Sheila Cristina Potente Dutra Luquetti. O artigo fez parte do volume exclusivo sobre fibrose cística da revista Visão Acadêmica da Universidade Federal do Paraná (UFPR), edição lançada em setembro de 2020 em alusão ao Mês Nacional de Conscientização sobre a Fibrose Cística e que pode ser acessada na íntegra clicando aqui.

A fibrose cística é uma doença autossômica recessiva, que decorre de mutações na proteína reguladora da condutância transmembrana da fibrose cística. O estado nutricional está diretamente ligado ao prognóstico do paciente. Objetivo foi avaliar o perfil sociodemográfico e nutricional de fibrocísticos atendidos em um Centro de Referência em Fibrose Cística na cidade de Juiz de Fora/MG.

Foi realizado um levantamento da situação sociodemográfica através de um questionário com coleta de dados de prontuários e/ou direto com o paciente, avaliação antropométrica (peso, estatura, prega cutânea triciptal, circunferência muscular do braço e índices) e consumo alimentar dos pacientes através do questionário de frequência alimentar.

A maior parte dos fibrocísticos avaliados está com o estado nutricional adequado, mas também há alguns casos de desnutrição e sobrepeso. Menos da metade, apresentou depleção de tecido adiposo e muscular. Na avaliação do consumo alimentar, foi verificado que a grande parte dos pacientes extrapola as recomendações de energia e carboidrato, no entanto, possuem uma dieta hipoproteica e hipolipídica.

É necessário um acompanhamento nutricional visando um plano alimentar com ênfase em melhoramento da qualidade da dieta destes indivíduos, a fim de atender adequadamente as recomendações específicas para esse grupo populacional.

Você pode conferir esse estudo na íntegra e saber mais sobre os pesquisadores clicando aqui.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui