Série Especial Coronavírus: pesquisa indica que máscaras de pano com três camadas podem ajudar na proteção contra o Covid-19

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 29 de maio de 2020

A pandemia causada pelo Covid-19 trouxe várias mudanças na rotina da população brasileira e de todo o mundo. Lavar as mãos com mais frequência, ter álcool em gel sempre por perto e, é claro, o uso de máscaras de proteção em locais públicos e com aglomeração de pessoas, agora são aspectos que fazem parte da rotina de todos nós.

Grande parte das pessoas está optando por utilizar máscaras de pano, item que foi alvo de poucos estudos que pudessem comprovar sua real eficácia na proteção contra o Covid-19. Porém, em maio de 2020, pesquisadores canadenses divulgaram os resultados de suas pesquisas e elas indicam que máscaras de pano realmente podem impedir a propagação do vírus.

De acordo com os pesquisadores da Universidade McMaster, máscaras de pano com três camadas têm a capacidade de bloquear até 99% das partículas infecciosas transportadas pelo ar por meio da tosse ou espirro.

Porém, é importante ter em mente que isso não acontece para todas as máscaras de pano. De acordo com o estudo, essa proteção é garantida por meio da combinação de tecidos, como algodão e flanela, e são necessárias, no mínimo, três camadas de tecido para o item ser realmente eficaz.

A equipe da Universidade McMaster, do Canadá, ainda explica que esse tipo de máscara consegue bloquear partículas com mais de cinco micrômetros de diâmetro. Isso significa que, caso uma pessoa esteja contaminada com o vírus e espirre dentro dessa máscara, as partículas carregadas com o vírus são mantidas na própria máscara, evitando que elas pairem pelo ar e, consequentemente, contaminem outras pessoas.

Outro alerta dos pesquisadores é sobre o fato de que, apesar de ajudar a diminuir a propagação do vírus, a máscara com três camadas podem causar dificuldades na respiração. Por esse motivo, o uso do item não é indicado para crianças menores de dois anos e para pessoas que possuem dificuldades respiratórias. 

Recomendações no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) lançou um material com todas as orientações que precisam ser seguidas na produção e utilização das máscaras de tecido para garantir que o item, de fato, ajudará a evitar a propagação do vírus. Você pode conferir o material na íntegra clicando aqui.

De maneira geral, é extremamente importante que as máscaras tenham as medidas corretas para cobrir totalmente a boca e o nariz do usuário, evitando a presença de espaços nas laterais. Além disso, elas devem ser confeccionadas com tecido confortável e que tenha a capacidade de se adaptar ao rosto.

No processo de produção da máscara, a ANVISA recomenda que sejam utilizados tecidos 100% algodão ou cotton. O “tecido não tecido”, conhecido popularmente como TNT, também pode ser utilizado, desde que o fabricante do item garanta que ele não causará alergia e é adequado para o uso de pessoas. Materiais como poliéster puro e outros tecidos sintéticos devem ser evitados.

Por Kamila Vintureli

Referências:

http://portal.anvisa.gov.br/documents/219201/4340788/NT+M%C3%A1scaras.pdf/bf430184-8550-42cb-a975-1d5e1c5a10f7

https://revistamarieclaire.globo.com/Noticias/noticia/2020/05/mascara-de-pano-pode-bloquear-ate-99-das-particulas-diz-estudo.html?status=500

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui