Sou de Fibra!

Categoria: Entendendo a Fibrose Cística - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 01 de junho de 2011

Queridos amigos de Fibra!

Tenho recebido vários e-mails e mensagens de pessoas de fibra que dizem “como que eu faço meu namorado entender?” ou ainda “como eu explico pra professora?” ou até há quem diga “não me contratam por causa disso…”.

Vamos com calma. Para tudo dá-se um jeito. Para a nossa Fibrose Cística, complexa, temos um tratamento eficaz. Então é natural que a gente encontre “remédio” para estes problemas, concordam?

Namorados, amigos, devem sim conhecer o que você tem. Não precisamos e não podemos ter vergonha de sermos “de fibra”. Afinal de contas, vai que ele tem chulé? Vai que ele ronca? Pior do que fazer inalação todo dia, não é? 😉

Cada um de nós carrega um fardo. Uns maiores, outros menores, cada um do seu jeito. Mas nós, pessoas de fibra, precisamos de bastante disciplina para enfrentarmos a nossa rotina. Tem remédio, inalação, fisioterapia, exercício físico, internamentos, enfim… Isso pode assustar quem não conhece tão bem. Minha mãe sempre me ensinou que não importa o que fizeram para mim, e sim o que eu vou fazer com o que fizeram para mim… Não podemos nos abalar frente às carinhas assustadas quando contamos da nossa rotina. Temos que mostrar o quanto somos fortes e superamos tudo isso numa boa!

Quanta gente de fibra trabalha, estuda, tem marido, esposa, filhos, cachorro, casa pra cuidar, roupa pra lavar, enfim, leva uma vida normal!!! Não gosto dessa diferenciação de quem é “normal” e de quem não é, mas coloquei desta forma para ilustrar melhor.

Seu namorado ou sua namorada não entendem bem o por que de tantas inalações e comprimidos? Conversem. Explique. Use nossos textos para ilustrar melhor… Nada como ter uma relação de transparência e compreensão!

Seus amigos estão confusos com o que você tem? Lá vem o melhor remédio denovo: Converse! Peça, inclusive, para eles ajudarem na nossa corrente do bem, na divulgação dos sintomas, porque sabemos bem que há muitas pessoas de fibra sem diagnóstico por aí.

E no trabalho? Tenho uma dica ótima: Converse!!! 🙂 Não podemos deixar nosso tratamento de lado por questões profissionais, afinal de contas “saúde em primeiro lugar!”. Temos capacidade cognitiva de sobra para desenvolvermos excelentes trabalhos e sermos ótimos profissionais. Estude, escolha aquilo que gosta de fazer, não passe o dia todo lembrando que tem FC. Passe o dia todo lembrando o quanto você é forte e quanta vida você pode ter. Sonhe, busque, lute. E VIVA!

Um beijo carinhoso,
Verônica Stasiak

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

 

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui