Teste do Suor: saiba onde realizar o exame padrão ouro para o diagnóstico da fibrose cística

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 07 de novembro de 2020

A fibrose cística é uma doença genética, rara e ainda sem cura que causa sintomas como tosse crônica, pneumonia de repetição, diarreia, suor mais salgado que o normal e dificuldade para ganhar peso e estatura. Esses sintomas podem variar de caso para caso, mas se identifica-los em você ou em alguém próximo, é fundamental que busque ajuda médica e realize o Teste do Suor.

Considerado como exame padrão ouro para o diagnóstico da fibrose cística, o Teste do Suor é indolor, não invasivo e pode ser realizado em qualquer fase da vida, ou seja, em bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos. Aqui no site do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística você encontra uma lista com diversos locais em todo o país em que o exame pode ser realizado. Basta clicar aqui e conferir.

Como é feito?

O Teste do Suor é feito por meio do estímulo do suor do paciente e posteriormente é realizada uma análise de condutividade. Com essa ação, uma dosagem quantitativa de cloreto na amostra é coletada e o diagnóstico laboratorial é alcançado. 

Na maioria dos casos, quando a dosagem de cloreto no suor é igual ou maior que 60 mmol/l em duas amostras, o diagnóstico para fibrose cística é confirmado. Porém, esse valor de referência  pode ter alterações entre os laboratórios e hospitais. Por isso, após a realização do exame, é fundamental que sua leitura seja feita por um profissional da saúde, evitando qualquer tipo de desinformação ou interpretação errada do resultado.

Suor mais salgado que o normal

Um dos principais sintomas apresentados por quem tem fibrose cística, , o suor mais salgado pode acontecer porque as glândulas sudoríparas, responsáveis pela produção do suor, são glândulas exócrinas e possuem células com um grande número de canais CFTR. Quando esses canais não existem, estão em menor número ou não funcionam de maneira adequada, o suor fica com maior concentração de sal do que o normal. 

Além do teste do suor, exames genéticos também podem ser realizados para o diagnóstico da doença.

Tudo começa no pezinho

O Teste do Pezinho, exame obrigatório por lei que deve ser feito entre o terceiro e sétimo dia de vida do bebê, realiza a triagem da fibrose cística (além de outras doenças) e é fundamental para a identificação precoce da doença. Porém, ele não confirma o  diagnóstico da fibrose cística. Por isso, caso o Teste do Pezinho dê alterado para a patologia, é fundamental que o Teste do Suor seja realizado para confirmar ou descartar o resultado.

Por conta da pandemia causada pela covid-19, muitas famílias não fizeram o Teste do Pezinho nos recém-nascidos, o que causou uma queda expressiva no número de exames realizados em várias regiões do país. Sabemos que neste momento de pandemia todos estão evitando ao máximo permanecer muito tempo em hospitais, mas é preciso considerar que o Teste do Pezinho pode fazer toda a diferença na vida do seu filho e deve ser realizado entre o 3º e 7º dia de vida da criança. Converse com a equipe médica e exija a sua realização.

Segue com dúvidas?

Caso você ainda tenha dúvidas sobre o tema ou precise de auxílio, entre em contato com o Unidos pela Vida pelo telefone (41) 99636-9493 ou pelo e-mail contato@unidospelavida.org.br. Estaremos à disposição para ajudar da melhor maneira possível.

Por Kamila Vintureli

Referências:

https://www.spsp.org.br/site/asp/recomendacoes/Rec_73_Pneumo.pdf

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui