Depoimento | Dri Biazotto – Tia

Categoria: Vivendo com FC - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 05 de fevereiro de 2014

Alicia Dri BiazotoOlá!

Vou contar um pouco da “nossa” história de superação. O nome desta princesa é Alice. Alice é a caçula em um total de 6 sobrinhos. Todos tiveram uma gestação tranquila e nasceram com plena saúde. Mas, no dia 23 Agosto de 2012  nasceu a pequena Alice. Mas, o Teste do Pezinho foi o suficiente para derrubar nosso chão quando foi constatado uma alteração: Fibrose Cística.

O que seria esse nome que  nunca ouvimos  antes? Quais as consequências em nossa Alice?

E advinha? Os médicos da minha cidade mal sabiam explicar, ouvíamos absurdos! Assustados, fomos buscar informações no Google. Com isso, a situação piorou! Lemos que a média de vida era até os 17 anos, que algumas pessoas faziam transplantes de pulmão, usavam oxigênio constante, tinham pneumonias múltiplas, e por aí a fora… Até aquele momento não havíamos encontrado nada sobre a parte digestiva.

Até que o Drº Abdala Atique, um dos poucos médicos que conhecia vagamente sobre a Fibrose Cística, nos encaminhou para a Faculdade de Medicina em Botucatu (UNESP). 

E novamente fomos guiados pelas mãos daqueles anjos. Em Botucatu existe um setor que cuida somente de fibrocístico. Hoje a Alice toma enzimas e faz fisioterapia em casa e com outro anjo, o Drº Gerson Guerra, aqui em Jaú/SP mesmo. Aos poucos  fomos recebendo informações corretas e direcionando para o tratamento da Alice. Hoje ela está com 1 ano e 5 meses, ficou internada apenas 1 vez, sem bactérias severas, e está no peso e altura ideal. Leva uma vida completamente normal, é uma menina travessa e muito inteligente.

Outra ajuda muito importante, e que não poderia deixar de citar, foi quando conheci o grupo “Unidos pela Vida”… Aqui encontramos apoio e informações reais! 🙂

Minha irmã Angelica Boscariolo, o marido dela Juliano Poli e a Alice receberam o apelido de “Família Top” de Botucatu. Querem saber porque? É só olhar a foto linda da nossa pequena Alice!  

 

Depoimento enviado para a equipe do Instituto Unidos pela Vida por e-mail por Adriana Biazotto.
Este relato tem cunho informativo. Não pretende, em momento algum, substituir ou inferir em quaisquer condutas médicas. Em caso de dúvidas, consulte sua equipe multidisciplinar.

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui