Depoimento Lorraine Isabel – mãe de fibra

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 16 de junho de 2020

Compartilhamos agora um pouco da história da mãe de fibra Lorraine Isabel. Sua filha, Bruna Vitória, tem 3 anos e foi diagnosticada com Fibrose Cística nos primeiros meses de vida. Assim que nasceu a Bruna teve íleo meconial, primeiro sinal da presença da doença. Após a realização do Teste do Pezinho e do Teste do Suor, o diagnóstico para a Fibrose Cística foi confirmado.

“Eu nunca tinha ouvido falar da Fibrose Cística antes de receber a notícia de que a minha filha tem a doença. Foi muito difícil entender tudo e sempre que ia buscar mais informações encontrava notícias de que as pessoas com a patologia não chegavam até a idade escolar. Eu entrei em desespero, chorava o tempo todo, mas com o passar do tempo e a melhora apresentada por ela com a realização do tratamento, principalmente com o uso das enzimas pancreáticas, fui ficando mais calma e entendendo melhor sobre essa nossa nova realidade”, relembrou Lorraine.

A Bruna realiza seu acompanhamento no Hospital Infantil João Paulo II, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Ela também tem Diabetes Relacionada à Fibrose Cística, o que faz com que sua mãe de fibra tenha ainda mais cuidado com a realização de todos os procedimentos recomendados pela equipe médica que acompanha sua filha.

“Eu não trabalho e me dedico totalmente aos cuidados com a Bruna, tento fazer o meu melhor todos os dias. Moro perto da minha família e eles sempre me ajudam quando preciso de apoio, principalmente durante as internações – que não foram poucas. Eles estão sempre ao meu lado, preocupados e à disposição para me ajudar sempre que for preciso”, contou Lorraine.

A Lorraine tem outra filha, que não tem Fibrose Cística. Ela afirma que as duas se dão muito bem e são grandes amigas, passam os dias brincando, se divertindo e enchendo o dia a dia da família de luz e alegria.

“Eu amo minha filha do jeito que ela é e todos os problemas que enfrentamos juntas fortaleceu ainda mais nossa relação. Minhas filhas são o bem mais precioso que Deus me deu, não tenho dúvidas disso. Amo minha família mais que tudo e a Fibrose Cística é apenas um detalhe diante de todo o amor que sinto por ela. Enfrentei todas as dificuldades com ela e seguirei enfrentando todos os desafios que a vida nos trouxer”, finalizou Lorraine.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui