Você conhece a diferença entre fibrose cística e fibrose pulmonar?

Gabriel Johnson - 31/01/2023 08:47

Em janeiro deste ano, a cantora de forró cearense Rita de Cássia faleceu em decorrência de fibrose pulmonar idiopática. Alguns veículos de imprensa, entretanto, veicularam inicialmente que a causa da sua morte teria sido fibrose cística, gerando desinformação e confusão.

Motivo de constante engano, as duas doenças são bastante confundidas não só por jornalistas, mas também pessoas comuns e até mesmo profissionais de saúde, dentro e fora da comunidade dessas patologias. Apesar de terem o nome parecido, a fibrose cística e a fibrose pulmonar idiopática são duas doenças diferentes, desde a sua causa, sintomas, formas de diagnóstico e tratamento.

Confira abaixo um pouco sobre cada uma delas e tire suas dúvidas!

Afinal, o que significa “fibrose”?

A palavra “fibrose”, comum no nome das duas doenças, genericamente falando, refere-se à cicatrização de algum tecido por alguma causa, como uma lesão, uma cirurgia ou até mesmo uma doença. O resultado desse processo é a formação do que se chama de tecido fibroso, daí o nome!

O que é fibrose cística?

A fibrose cística é uma doença rara, genética, hereditária e ainda sem cura conhecida. Também conhecida como Mucoviscidose ou Doença do Beijo Salgado, ela é resultado da disfunção da proteína CFTR, o que faz com que toda a secreção do organismo seja mais espessa que o normal, dificultando sua eliminação. De forma geral, isso desencadeia alterações nos sistemas respiratório, digestório e reprodutor.

No sistema respiratório, o muco espesso bloqueia os canais dos brônquios ocasionando dificuldades para respirar, causando tosse crônica, infecções de repetição, pneumonias, e em casos mais graves bronquiectasia (alargamento ou distorção irreversível dos brônquios). No sistema digestório, o muco espesso evita que as enzimas digestivas, necessárias à digestão, cheguem ao intestino, levando assim a desnutrição do paciente. Os principais sintomas podem ser a diarreia, a constipação e a dificuldade para ganhar peso e estatura. Já no reprodutor, as mulheres têm a fertilidade diminuída, mas têm chances de engravidar. Já os homens produzem espermatozoides, contudo a maioria é infértil em função da obstrução do canal deferente.

O que é fibrose pulmonar idiopática?

De acordo com a Associação Brasileira de Apoio à Família com Hipertensão Pulmonar e Doenças Correlatas (ABRAF), a fibrose pulmonar idiopática é uma doença crônica e ainda sem causa conhecida. Apesar disso, alguns fatores de risco para desenvolvimento da doença são conhecidos e incluem envelhecimento, tabagismo e predisposições genéticas.

A doença danifica o tecido pulmonar ao formar cicatrizes (tecido fibroso) que deixam o órgão rígido, espesso e com pouca elasticidade. O paciente que sofre com fibrose pulmonar idiopática tem a sua capacidade respiratória reduzida, uma vez que o pulmão não consegue se expandir e se retrair da forma normal durante inspiração e expiração. Por isso, tosse, perda de apetite, falta de ar e fadiga ao realizar pequenos esforços são os principais sintomas. Saiba mais no site da Abraf.

Em função da fibrose pulmonar e a fibrose cística terem sintomas respiratórios, ambas são comumente confundidas.

Outros tipos de fibroses

Além da fibrose cística e da fibrose pulmonar idiopática, existem outros tipos de fibroses por aí. Alguns exemplos são: fibrose do fígado (cirrose), fibrose do mediastino (tecido mole do mediastino), mielofibrose (medula óssea), Doença de Crohn (intestino), quelóide (pele), artrofibrose (joelho, ombro, outras articulações), fibrose nos pés (ledderhose) e por aí vai. Cada uma delas tem características diferentes, mas em comum o tecido cicatricial.

Onde encontrar ajuda

Se você ou alguém da sua família tem suspeita ou recebeu o diagnóstico de fibrose cística ou fibrose pulmonar idiopática, não se desespere. Você não está sozinho! Procure ajuda em associações de assistência locais e tenha uma rede de apoio completa ao seu lado.

Essas organizações podem guiar você durante o diagnóstico, tratamento e lhe fornecer informações importantes durante todo o processo. Aproximando-se delas, você também pode participar e se engajar na comunidade, ajudando outras pessoas que estão passando pela mesma coisa que você.

Fibrose cística – Além do Instituto Unidos pela Vida que você já conhece, existem mais de 20 associações de assistência espalhadas por quase todos os estados do Brasil. Elas atuam regionalmente na luta pela garantia dos direitos das pessoas com fibrose cística. Podem oferecer: orientação sobre a doença; dispensação de medicamentos e suplementação nutricional; doações/empréstimos de equipamentos, assistência social, psicologia e apoio jurídico; ambulatório de fisioterapia respiratória e inaloterapia; avaliações respiratória e motora; e solicitação e manutenção de nebulizadores. Saiba onde elas estão e como entrar em contato clicando aqui.

Fibrose pulmonar idiopática – A ABRAF – Associação Brasileira de Apoio à Família com Hipertensão Pulmonar e Doenças Correlatas é uma entidade privada sem fins lucrativos, cujo objetivo é apoiar a comunidade afetada por hipertensão pulmonar, fibrose pulmonar idiopática, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma grave, alfa 1 e insuficiência cardíaca, através de conscientização, apoio e promoção de políticas públicas. Saiba mais sobre a ABRAF, seus projetos e como entrar em contato clicando aqui.

Central do Pulmão – 0800 042 0070

Um projeto da ABRAF em parceria com o Instituto Unidos pela Vida, a Central do Pulmão, atende gratuitamente qualquer paciente que precise de auxílio para qualquer doença que tenha acometimento pulmonar. Está disponível pelo 0800 042 0070, pelo WhatsApp (mesmo número) e também pelo formulário no site. O serviço está disponível de segunda a sexta das 9h às 18h.

Agora que você conhece a diferença entre as duas, não vai mais se enganar!

Por Gabriel Johnson

Quer fortalecer o trabalho realizado pelo Unidos pela Vida? Clique aqui e escolha a melhor forma de fazer uma doação. 

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico.

Referências:

https://abraf.ong/wp-content/uploads/2020/09/o-que–fpi.pdf

https://ge.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2015/05/sera-que-tenho-fibrosee-sera-que-isso-me-impede-de-praticar-esportes.html

https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2023/01/04/rita-de-cassia-entenda-o-que-e-fibrose-pulmonar-doenca-que-causou-a-morte.ghtml

https://abraf.ong/fibrose-pulmonar-idiopatica/o-que-e-fibrose-pulmonar-idiopatica/

https://abraf.ong/central-do-pulmao/

https://unidospelavida.org.br/encontre-ajuda/associacoes/

https://unidospelavida.org.br/fibrose-cistica/

Fale conosco