Cláudia Cometti – Conheça os palestrantes do 1º Simpósio Brasileiro Interdisciplinar sobre Fibrose Cística

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 11 de novembro de 2020

Cláudia Cometti tem fibrose cística e é mãe de uma criança também diagnosticada com a doença. Ela fará parte da mesa Fisioterapia e exercício físico: aliados perfeitos no tratamento no 1º Simpósio Brasileiro Interdisciplinar sobre Fibrose Cística.Acesse ww.congresse.me/eventos/simposiofc2020 para ver a programação completa e se inscrever.

Também participarão desta mesa o fisioterapeuta Dr. Jefferson Veronezi e Gabriela Correia, fisioterapeuta, presidente da Associação Sergipana de Fibrose Cística (Inspira) e mãe de dois adolescentes diagnosticados com fibrose cística.

Conversamos com a Cláudia sobre as expectativas para a mesa e o que podemos esperar da sua participação no evento. Confira:

Quando teve seu primeiro contato com a fibrose cística e o que mudou na sua vida desde então?

Foi em 2014, quando meu filho, na época com dois anos de idade, começou a ter pneumonia de repetição. Após um longo período desta situação, recebemos o diagnóstico para fibrose cística. Eu nunca tinha ouvido falar sobre a doença e foi um verdadeiro choque receber a notícia. Com o passar do tempo passamos a entender melhor sobre a patologia, aceitá-la como algo que faria parte das nossas vidas, e isso nos causou uma verdadeira transformação:de rotina, de conceito de vida, de planejamento do que viveríamos a partir dali. E, principalmente, um aprendizado sobre administração de tempo. Após implantado todo o tratamento do meu filho, e com uma aceitação plena de tudo, eu também fui diagnosticada com fibrose cística, em 2016. Eu já apresentava problemas pulmonares desde jovem e neste ano realizei o Teste do Suor e os exames genéticos que confirmaram o diagnóstico da doença. Apesar do susto inicial, receber o diagnóstico trouxe vários aspectos positivos para nossas vidas, pois com o tratamento adequado temos mais saúde, mais disposição e muita união entre todos da família.

Conte um pouco sobre o que as pessoas podem esperar da sua participação no simpósio.

Vou dar minha contribuição como pessoa com fibrose cística e como mãe de uma criança também diagnosticada com a doença. Vou falar como uma pessoa que tem uma visão otimista do tratamento, que possui uma aceitação da doença e entende que ela é apenas uma parte do que eu sou. Eu agreguei a atividade física na minha vida e na vida do meu filho, aliada à fisioterapia respiratória, e estamos colhendo bons resultados. É essa visão que vou compartilhar com o público durante minha participação na mesa

O simpósio estará aberto para a participação de toda a comunidade da fibrose cística do país, desde pacientes e familiares até profissionais da saúde e estudantes. Na sua opinião, qual a importância dessa pluralidade de público?

Acredito que quanto mais pessoas souberem sobre a fibrose cística, melhor. A divulgação ampla é muito importante para que cada vez mais pessoas saibam sobre o assunto, consigam identificar possíveis casos da doença e para que o diagnóstico seja dado de maneira correta e precoce. Assim como eu fui diagnosticada aos 34 anos de idade, muitas pessoas podem estar por aí sofrendo com a doença, com o quadro se agravando e sem o tratamento adequado. O diagnóstico, mesmo que tardio, mudou a minha vida. Após mais de 30 anos sofrendo com problemas pulmonares, iniciei o tratamento adequado e recuperei minha qualidade de vida. Para as pessoas com a doença e para os familiares, o simpósio trará um olhar novo sobre a temática, visualizando novas terapias, falando sobre a fisioterapia e a atividade física como aliados no tratamento, além de mostrar para as pessoas que é possível ter fibrose cística e viver bem, com otimismo. 

Garanta a sua vaga!

O 1º Simpósio Brasileiro Interdisciplinar sobre Fibrose Cística é um evento 100% online e voltado a todos os interessados no tema. É uma realização do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística, conta com o apoio do Grupo Brasileiro de Estudos de Fibrose Cística (GBEFC) e da Associação Brasileira de Assistência à Mucoviscidose (Abram), e patrocínio de Roche e Sementes Jotabasso. 

Com a temática “Conquistas, desafios e perspectivas”, o simpósio trará um panorama sobre a realidade da fibrose cística no Brasil nos últimos 10 anos, com mesas e painéis que promoverão reflexões sobre o passado, a atual realidade da doença no país e as perspectivas de avanços para o futuro. Acesse www.congresse.me/eventos/simposiofc2020 para garantir a sua vaga.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui