Fibrose Cística em crianças e adolescentes: reflexões de gênero acerca do cuidador principal

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 20 de janeiro de 2020

Resumo de pesquisa realizada por Katty Anne Carvalho Marins. O artigo fez parte do volume exclusivo sobre Fibrose Cística da revista Visão Acadêmica da Universidade Federal do Paraná (UFPR), edição lançada em setembro de 2019 em alusão ao Mês Nacional de Conscientização da Fibrose Cística e que pode ser acessada na íntegra clicando aqui.

Este estudo apresenta reflexões acerca do adoecimento crônico por Fibrose Cística em crianças e adolescentes, as repercussões em sua cotidianidade a partir do diagnóstico e a introdução de uma rotina de medicamentos/tratamentos diários, implicando em transformações, construções e desconstruções na vivência da mulher-mãe como cuidadora principal.

Deste modo, pauta-se nas concepções do materialismo dialético, na abordagem da categoria de gênero e na divisão social e sexual do trabalho, a fim de tecer considerações frente à permanência do trabalho doméstico delegado ao feminino e as implicações com as práticas de cuidado.

Você pode conferir esse estudo na íntegra e saber mais sobre os pesquisadores clicando aqui.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui