Mesa 3 – Simpósio 2020 | Respondendo suas perguntas

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 15 de dezembro de 2020

O 1º Simpósio Brasileiro Interdisciplinar sobre Fibrose Cística foi realizado 100% online nos dias 20 e 21 de novembro pelo Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística e reuniu pessoas com fibrose cística, familiares, membros de associações, estudantes, profissionais da saúde e demais interessados no tema.

A terceira mesa do evento teve a temática Fisioterapia e exercício físico: aliados perfeitos no tratamento e contou com a participação do fisioterapeuta Dr. Jefferson Veronezi, da fisioterapeuta, presidente da Associação Sergipana de Fibrose Cística (Inspira) e mãe de dois adolescentes diagnosticados com fibrose cística, Gabriela Correia, e da Claudia Cometti, diagnosticada com fibrose cística e mãe de uma criança com fibrose cística.

Após a fala de cada um dos palestrantes várias perguntas do público foram respondidas ao vivo. Por conta do tempo, algumas ficaram sem resposta e por isso o time do Unidos pela Vida conversou com os palestrantes e traz agora esses questionamentos respondidos. Confira abaixo:

Quais outras atividades são recomendadas para adultos realizarem em casa? Enviada por Eliamar de Almeida

Existe uma infinidade de exercícios que podem ser feitos em casa por adultos com fibrose cística, mas é importante ter em mente que esses exercícios devem ser prescritos após avaliação com profissional capacitado. Para a indicação de treino adequado para se fazer em casa, alguns pontos precisam ser levados em consideração, como a condição cardiorrespiratória, os objetivos específicos de alongamentos e ganho de força muscular para cada caso, e a possibilidade de gasto calórico individualizado. 

Além disso, é preciso considerar as possibilidades do que se tem na casa ou apartamento e nos arredores da residência, como escadas, rampas, móveis, espaço para caminhadas e corridas, árvores, piscina, cama elástica, pesos, pula corda, dentre outras possibilidades. | Resposta por Gabriela Correia

Tenho dúvidas à respeito de qual atividade física minha filha deve fazer, ela tem 12 anos, musculação, pilates ou funcional? Enviada por Fran Alves

Dessas três opções a mais indicada é a atividade funcional, pois envolve exercícios de força e exercícios aeróbicos. Além disso, não é uma atividade monótona, pelo contrário, é um exercício bem dinâmico, e por isso acaba se tornando mais adequado para essa faixa etária. | Resposta por Dr. Jefferson Veronezi

Eu costumo fazer musculação em circuitos com descanso ativo na esteira. Seria um exemplo de HIIT? Enviada por Rafael Torres Carneiro

Esse treinamento de musculação e esteira não é chamado de HIIT, essa combinação de treino de força e resistência aeróbica é chamada de treinamento concorrente. Por isso, nesse caso, a melhor escolha é falar com um professor de Educação Física para mais orientações. Essa combinação de musculação e aeróbica possui atividades um pouco controversas pois gera alterações fisiológicas opostas no corpo, por isso, falar com um profissional da área de Educação Física é o mais indicado. | Resposta por Dr. Jefferson Veronezi

Quais os tipos de manobras de higiene brônquica mais utilizados na FC? Tem especificações de manobras de remoção do muco de acordo com a localização na árvore brônquica? Enviada por Patrícia Alice Ferreira Luna

Uma das técnicas mais utilizadas no mundo é o EPAP. Para desobstruir diferentes localizações da via aérea se preconiza que se faça inspirações lentas para tentar desobstruir a via aérea periférica, enquanto que para uma via aérea mais superior, o huffing é o mais recomendado. Por isso, durante as sessões de fisioterapia respiratória, o ideal é deixar o ruffin em último caso, quando as secreções já estão localizadas em uma via aérea bem superior. Do contrário a opção é fazer inspirações lentas. É claro que isso depende de uma série de fatores, como a quantidade de secreção, do condicionamento da pessoa com fibrose cística e do seu conhecimento sobre as técnicas. Por isso, na hora de decidir qual manobra realizar, vários fatores devem ser avaliados caso a caso para a indicação correta. Resposta por Dr. Jefferson Veronezi

Sou fisioterapeuta em Brasília e sempre estimulo a família a colocar as crianças em esportes, mas e a natação? Sempre me perguntam e dizem ter medo da água que é  utilizada por muitos locais e da limpeza.  Como escolher a escolinha? O que preciso passar para essas famílias? Enviada por Lilian Santos

A princípio não há nenhum impeditivo para a prescrição da natação para as pessoas com fibrose cística. Essa modalidade é um excelente exercício para qualquer pessoa que precise manter ou melhorar sua capacidade cardiorrespiratória. A preocupação com a higienização da piscina é pertinente para qualquer pessoa, principalmente para as que convivem com a fibrose cística e que vivem sempre na luta contra algumas bactérias, como a pseudomonas aeruginosa. Essa bactéria prefere ambientes quentes e úmidos, por isso, os ambientes da piscina precisam de higienização adequada. 

Muitas vezes o que limita a adesão da natação como recurso de exercício é que, para se ter uma higienização necessária, o cloro é utilizado. O cloro é um agente frequente de alergias, tanto em pele como no sistema respiratório. Além dele, existem mais dois tipos de higienização de piscinas: com salinização e com ionização, métodos de difícil acesso e mais caros.

A indicação da natação ou a avaliação da continuidade da pessoa com fibrose cística na natação devem ser baseadas na discussão de cada caso específico e isso deve ser feito entre a família e os profissionais da saúde que acompanham o caso, avaliando sempre o custo-benefício. Dito isso, trago agora alguns pontos que merecem a sua atenção para na hora de tomar essa decisão:

– A natação é um recurso de exercício lúdico para a criança e para toda família, o que facilita a adesão ao exercício físico;

– A natação é um excelente recurso para bebês e crianças menores, mas quanto mais cedo o organismo é colocado em contato com fatores potencialmente alérgicos, como o cloro, mais ele terá chances de desenvolver a alergia (caso tenha a propensão);

– Uma vez na natação, é importante avaliar se estão havendo crises frequentes de rinite ou de infecções respiratórias e se o padrão de frequência mudou após o início na natação;

– Avalie se o local onde vai ser feita a natação é um lugar comprometido com a higienização correta do ambiente como um todo, principalmente da água da piscina;

– Em crianças que já passaram pela experiência da natação e tiveram que interromper mesmo gostando muito da atividade, avalie a possibilidade de esportes aquáticos no mar (caso more em uma cidade litorânea), pelo benefício de associar o exercício com a água salinizada. | Resposta por Gabriela Correia

O 1º Simpósio Brasileiro Interdisciplinar sobre Fibrose Cística foi uma realização do Instituto Unidos pela Vida com apoio do Grupo Brasileiro de Estudos de Fibrose Cística (GBEFC) e da Associação Brasileira de Assistência à Mucoviscidose (Abram) e patrocínio de Roche e Jotabasso Sementes.

Caso você não tenha feito sua inscrição no período pré-evento, você terá uma segunda chance de conferir tudo que rolou no evento. Basta clicar aqui para adquirir seu acesso ao evento na íntegra até o dia 21 de dezembro de 2020. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone (41) 99636-9493 ou e-mail contato@unidospelavida.org.br.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui