2plega2 – 6 mil quilômetros pedalados pela divulgação da Fibrose Cística

Categoria: Notícias - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 07 de março de 2019

Pedalar 6 mil quilômetros pode parecer uma grande loucura para a maioria das pessoas, mas para o Juan Meira e o Pedro de Armas, cada pedalada nesse longo trajeto foi motivada por um grande objetivo: salvar vidas.

A campanha do espanhol Juan Meira e do cubano Pedro de Armas começou em 05 de outubro de 2018 e teve fim em 17 de fevereiro de 2019. Foram 136 dias e 6 mil quilômetros percorridos pelo sul da Espanha para divulgar a Fibrose Cística e chamar a atenção do governo espanhol para a disponibilização do Orkambi para as pessoas com a doença que precisam do medicamento.

Em uma das entrevistas concedidas para uma rádio local, Juan Meira foi questionado sobre as maiores dificuldades que ele enfrentou durante o percurso e sobre o pior momento da viagem. Sua resposta fez todos refletirem.

“Não consigo dizer, pois nada se compara com o que passa uma pessoa diagnosticada com Fibrose Cística. Durante o período da campanha, quantas pessoas não precisaram ser hospitalizadas por conta da doença? Após uma jornada como essa, passamos a reavaliar nossas prioridades. Precisamos ter vontade de viver e, principalmente, gratidão por estarmos vivos. Toda essa campanha foi motivada pelo rosto das pessoas com Fibrose Cística. Elas foram o motivo de tudo isso”, ressaltou.

Após tanto tempo longe de casa, a sensação de finalizar o objetivo traçado deve ser especial. Juan também foi questionado sobre o que sentiu ao finalmente chegar em casa após os 6 mil quilômetros pedalados e compartilhou seus sentimentos com todos.

“A sensação de estar em casa é parecida com o que se passou no filme ‘O Náufrago’. É como estar novamente em terra firme. Algumas coisas ainda estão estranhas, pois nos acostumamos a dormir em colchonetes ou direto no chão, então agora até mesmo um simples colchão parece estranho. Toda a jornada foi de muita precariedade, dormindo e comendo nos lugares que ofereciam parada. Quando isso não acontecia, dormíamos ao relento, com chuva e frio em boa parte do percurso”, relembra Juan.

Como tudo começou

Juan já chegou a pesar 147 quilos e era fumante. Aos 22 anos, decidiu mudar de vida e priorizar sua saúde. Para isso, decidiu pedalar de Jerez até a cidade de Santiago de Compostela, percurso que demorou 14 dias. E foi durante esse caminho que Juan conheceu Pedro, com quem fundou o 2plega2 (dois dobrados em espanhol).

Em 2018, foram à Roma para homenagear a amiga Paz, que tem Fibrose Cística e que conseguiu na Itália ter acesso ao tratamento que, segundo ela, mudou sua vida. E foi aí que a inspiração para a campanha #paraqueellosvivan chegou e os dois decidiram pedalar 6 mil quilômetros pela divulgação da doença.

De acordo com Juan, essa primeira viagem o inspirou a ampliar o projeto. “Todo esse caminho percorrido de bicicleta nos permitiu conhecer outras realidades relacionadas à Fibrose Cística, muitas pessoas e histórias de luta que precisam ser conhecidas por todos. Por isso, decidimos fazer mais pela causa. Ainda não conseguimos imaginar o quão longe chegará a repercussão do que fizemos, mas estamos felizes com o espaço que estamos ganhando da mídia para divulgar o projeto e também a Fibrose Cística”, afirmou Juan em entrevista exclusiva ao Unidos pela Vida.

Sobre a continuidade do projeto, Juan afirmou que seguirão realizando palestras pelo país e também planejam lançar um documentário sobre a jornada que viveram. “Temos muito material para seguir falando sobre a Fibrose Cística e seguir contando como foi a nossa experiência. Queremos testemunhar o que vivemos e o que conhecemos para que outras pessoas possam se inspirar e aplicar isso em suas rotinas. Vivemos um momento muito difícil, mas precisamos seguir a vida sempre com um grande sorriso e ver a realidade com felicidade. Dessa forma, nossas lembranças serão sempre felizes. Agradeço imensamente todos do Brasil que acompanharam nossa jornada e espero que um dia possamos estar juntos lutando pela divulgação da Fibrose Cística”, finalizou Juan.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui