Atividades físicas para crianças até 4 anos: Fisioterapia respiratória na Fibrose Cística

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 28 de maio de 2020

No dia 25 de maio de 2020, foi ao ar a quinta videoaula do projeto Rodando o Brasil Online, uma realização da Vertex em parceria com o Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística. Nesta nova aula, o Fisioterapeuta, Dr. Evanirso da Silva Aquino, trouxe exercícios e brincadeiras que podem ser feitos em casa com crianças de até 4 anos de idade.

A transmissão também contou com a participação da Psicóloga, fundadora e diretora geral do Unidos pela Vida, Verônica Stasiak Bednarczuk de Oliveira. Abaixo, trouxemos os principais pontos tratados na videoaula. Confira!

Atividade física para crianças de 0 a 4 anos

As crianças devem ser estimuladas a se manterem ativas desde cedo. As menores, que ainda não caminham, devem ser encorajadas desde o nascimento, principalmente com exercícios que estimulam o desenvolvimento motor. Precisamos ter em mente que, tão importante quanto o tempo de atividade física, é o tempo de sono e o controle do tempo sem atividade ou tempo sedentário.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), e as Diretrizes Canadenses de Atividade Física, devemos ter uma integração entre a prática de atividades físicas, o comportamento sedentário e o sono. Em relação ao tempo de sono para bebês de 0 a 3 meses, devemos considerar de 14 a 17 horas. Para as crianças de 4 a 11 meses, um tempo de sono de 12 a 16 horas, incluindo os cochilos.

Importante: Quando o comportamento sedentário está relacionado à atividades como leitura ou contação de histórias com os pais, esse comportamento deve ser encorajado. O suporte dos pais e cuidadores é muito importante nessa fase de crescimento. 

Crianças menores de 1 ano

Existem várias formas de ser fisicamente ativo nessa idade. Um exemplo disso são as brincadeiras interativas no chão. Para aquelas crianças que ainda não se deslocam sozinhas, devemos manter pelo menos 30 minutos durante o dia, quando estiverem acordados, na posição de barriga para baixo. Nessa posição, os bebês fortalecem a musculatura do pescoço, os ombros e a musculatura da parte posterior do tronco. Esse exercício vai ajudar no ganho de habilidades motoras para as próximas fases do desenvolvimento.

A partir do quinto mês de vida, as crianças apresentam um grande avanço no padrão de atividades motoras. Tentativas de se arrastar, rolar, brincar com chocalhos, puxar o pé até a boca e conseguir apanhar objetos e trocá-los de mão são exemplos de atividades que podem ser realizadas nesta idade. 

Aproveite essa fase para estimular a movimentação do seu filho com brinquedos atrativos que possam movimentar. Explore as diferentes posições da criança, posicionando os brinquedos um pouco distantes das mãos do bebê de uma forma que ele possa enxergá-los e tentar pegá-los.

Acima de 7 meses as crianças já conseguem manipular objetos maiores. Nessa fase os movimentos de arremesso ou empurrar a bola devem ser estimulados. Quando os bebês começarem a se arrastar pelo chão ou engatinhar, coloque os brinquedos em locais mais distantes, para que eles se desloquem para alcançá-los. 

Dica importante: quando for presentear o seu filho, dê preferência para aqueles  brinquedos que exigem um certo trabalho físico, que necessitam de um empurrão ou que sejam dependentes da manipulação das crianças. Os brinquedos tipo bola ou cavalinho pula-pula são divertidos e, com eles, conseguimos aumentar a ventilação dos pulmões, além de provocar vibrações no tórax, tornando-se itens bem atrativos para as crianças com Fibrose Cística.

Atividades que devem ser incorporadas nos cuidados diários dos bebês:

Lembre-se: fique sempre próximo ao seu filho e tente proteger a área com tapetes emborrachados. Não se esqueça de cuidar da limpeza e desinfecção do local onde irá estimular a criança e crie o hábito de não entrar com sapatos no local onde a brincadeira será realizada.

Crianças acima de 1 ano

Acima de 1 ano é possível aumentar o tempo gasto em atividade física para, no mínimo, 180 minutos ao longo do dia, em qualquer intensidade. Uma boa sugestão para as crianças de 1 a 4 anos é a bicicleta sem pedal, que estimula o equilíbrio, a coordenação motora e o desenvolvimento de força nos membros inferiores.

Para as crianças de 1 a 2 anos, em relação ao tempo dormindo, devemos manter de 11 a 14 horas de boa qualidade de sono, com horários bem definidos para dormir a para acordar. Acima de 3 anos de idade, é necessário manter, no mínimo, 180 minutos de atividade durante o dia, sendo 60 minutos em jogos que gastam mais energia, como jogar futebol, pega-pega e natação. 

Além disso, resgatar algumas brincadeiras antigas é muito legal. Os parquinhos perto de casa estão cheios de opções que ajudam a fortalecer os membros inferiores e superiores, além do equilíbrio e o alongamento do tórax das crianças. Tenha cuidado em relação à higienização desses equipamento, principalmente durante um cenário de pandemia, onde os exercícios em casa devem ser priorizados.

Em relação ao dormir, para crianças com mais de 3 anos, é recomendado de 10 a 13 horas de boa qualidade de sono, que podem incluir um cochilo, com horários bem estabelecidos para dormir e despertar. 

Recomendação importante: Nessa idade, o tempo na tela sedentária não deve ultrapassar mais de 1 hora. Quanto menos, melhor! Porém, atividades como ler, contar histórias e montar quebra-cabeças devem ser sempre incentivadas.

Uma dica para pais e responsáveis: crie o hábito de praticar exercícios na frente dos seus filhos sempre que possível, convide-os para participar de alguma atividade que esteja realizando. O comportamento do pai e da mãe servirá de modelo para os filhos. Aproveite esse momento e, juntos, em família, compartilhem hábitos saudáveis de vida. Estabeleçam rotinas com horários bem definidos para se exercitar, ver televisão, ler, jogar com eletrônicos e dormir. Movimente-se! A vida é movimento e movimento é saúde!

Confira abaixo o link com a transmissão completa desta videoaula.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui