Corrida ajuda a superar as dificuldades impostas pela Fibrose Cística – Evento SP

Categoria: Equipe de Fibra - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 10 de março de 2013

Todos nós sabemos que a atividade física aparece quase que diariamente na agenda daqueles que pensam na saúde, na qualidade de vida, no bem-estar e no prazer decorrente de uns minutos de corrida. Mas, quando ela deixa de ser somente um hobby e vira uma obrigação de um tratamento de saúde, a história muda um pouco.

Para tratar da importância da corrida no apoio ao tratamento da Fibrose Cística, a Equipe de Fibra e o Instituto Unidos pela Vida promovem, no próximo dia 16 de março (sábado), às 14h, em São Paulo, o Ciclo de Palestras “Exercício Físico na Fibrose Cística”.

O evento acontece no Higienópolis Hotel e contará com as presenças da diretora do Instituto Unidos pela Vida, Verônica Stasiak; da Dra Neiva Damaceno, chefe do Ambulatório de Fibrose Cística da Santa Casa de São Paulo; da Dra Hilda Jimenez, fisioterapeuta, Mestre em reabilitação pela Queen´s University – Canadá; e do Coordenador da Equipe de Fibra Cristiano Silveira. O argentino Marcos Marini, primeira pessoa com Fibrose Cística na América do Sul a completar uma maratona, fará a palestra magna.

No dia 17/3 (domingo), a Equipe de Fibra largará junto com outras 30 mil pessoas na Meia Maratona Internacional de São Paulo. Além de Marcos Marini, a equipe contará com a presença da carioca Thamiris Sabas de 22 anos, que é a primeira “atleta de fibra” a se juntar à equipe. Ela vai correr sua quinta prova de 5Km e a primeira fora do Rio de Janeiro.

Sobre a Fibrose Cística – A Fibrose Cística é uma doença genética, ainda sem cura, mas que com diagnóstico precoce e tratamento adequado permite que a pessoa tenha uma vida praticamente normal. Os principais sintomas são: pneumonia de repetição, tosse crônica, dificuldade para ganhar peso e estatura, diarreia, pólipos nasais, entre outros.

Quanto antes a Fibrose Cística for identificada, melhor. É possível triá-la através do Teste do Pezinho, entre o 3º e 7º dia de vida do bebê e confirmar o diagnóstico através do Teste do Suor ou de exames genéticos.

Após o diagnóstico, o tratamento é iniciado de acordo com a manifestação clínica de cada paciente. Porém, na grande maioria dos pacientes, a atividade física faz parte do tratamento diário.

Equipe de Fibra – O biólogo Cristiano Silveira é pai de um menino de 8 anos que tem Fibrose Cística. Foi pensando no exemplo que gostaria de passar para o filho que Cristiano idealizou a “Equipe de Fibra”, um projeto que visa demonstrar a importância da atividade física na vida das pessoas com FC, e que reúne atletas de todo o país para participarem juntos – e uniformizados – de corridas de rua em diversas regiões.

Nem grandes distâncias muito menos a doença assustam esses corredores de fibra. Acostumados a superarem expectativas ruins, agora eles só querem superar suas próprias marcas.

Thamiris Sabas conta que “antes pensava que a fibrose cística me impedia de praticar atividade física, agora provo o contrário.”

A Equipe de Fibra é um projeto do Instituto Unidos pela Vida, ONG fundada em outubro de 2009 pela psicóloga Verônica Stasiak que, aos 23 anos, recebeu o diagnóstico tardio para a Fibrose Cística. Após muitos internamentos, cirurgias e passagens por UTIs, Verônica começou o tratamento adequado e resolveu unir forças para divulgar e conscientizar a população acerca da Fibrose Cística.

Contato para entrevistas e demais informações: veronica@unidospelavida.org.br / cristiano@unidospelavida.org.br

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

 

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui