Pesquisadores australianos comentam os testes com o Orkambi, possível medicamento para FC

Categoria: Consulta Pública - Postador por: Instituto Unidos pela Vida - Data: 02 de junho de 2015

orkambiHá alguns dias, comentamos aqui no site a respeito da aprovação do uso do Orkambi em pacientes homozigotos delta F508 com 12 anos ou mais. Alguns pesquisadores australianos comentaram sobre essa decisão. Confira:

O Instituto de Pesquisas Médicas do Hospital Infantil de Queensland, na Austrália, lançou uma nota com resultados obtidos em clínicas de testes, de uma combinação de dois medicamentos: lumacaftor e ivacaftor. Nenhum deles apresentava resultados significantes quando usados separadamente, mas o diretor do Instituto, Claire Wainwright, disse que a combinação nesse tratamento resultou em 39% a menos de infecções pulmonares naqueles pacientes que se submeteram aos testes. “A FC é a doença genética rara mais comum em crianças na Austrália. Os resultados dos testes nos deixam extremamente contentes” comenta Claire. “E além dos 39% a menos nos casos de infecções, nossos pacientes também reportaram uma diminuição nos internamentos e também no uso de antibióticos específicos. Resultados como esse mostram um potencial de mudança na maneira como tratamos a FC e também como tratamos outras doenças genéticas, melhorando assim a qualidade de vida dos pacientes. Ainda não há cura, mas com tratamentos como esse se provando eficazes, nossas pesquisas podem trazer resultados positivos não apenas para pacientes australianos, mas também para todos os pacientes do mundo conforme tudo for avançando. ”

Mais de 1100 crianças com menos de 12 anos participaram do estudo durante seis meses. O pesquisador Scott Bell disse que 187 hospitais na Austrália, Europa e Estados Unidos colaboraram com os testes. “Nove centros de tratamento para FC na Austrália estiveram envolvidos no estudo, com pacientes aguardando ansiosamente pelos resultados ” comentou Scott. “Mais de 1000 pacientes na Austrália têm o potencial de se beneficiarem com o tratamento no futuro. ”

A FDA – US Food and Drug Administration (Órgão Regulatório de Alimentos e Medicamentos dos EUA) tomará a decisão final a respeito do tratamento em julho.

Texto original aqui

Traduzido por Leandro Martins: Atuou como professor de Inglês, é estagiário de Projetos e Relações Internacionais no Instituto Unidos pela Vida e também colabora com a tradução de textos para publicação em nosso site.

Nota importante: As informações aqui contidas têm cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui