Por que o suor de quem tem fibrose cística é mais salgado que o normal?

Categoria: Central de Conteúdo - Postador por: Comunicação IUPV - Data: 05 de fevereiro de 2021

O time do Unidos pela Vida – Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística tem tirado várias dúvidas sobre a doença na série de textos Perguntas e Respostas sobre a Fibrose Cística. Já falamos sobre pólipos nasais, sobre o espirômetro de incentivo (Respiron) e sobre o diabetes relacionado à fibrose cística. Agora chegou a hora de responder uma pergunta muito comum entre as pessoas que têm contato inicial com o tema: mas afinal, por que o suor de quem tem fibrose cística é mais salgado que o normal?

A fibrose cística, também conhecida como Mucoviscidose, causa sintomas como tosse crônica, pneumonia de repetição, diarreia e dificuldade para ganhar peso e estatura. E entre os sinais mais comuns da doença também está o suor mais salgado que o normal. 

Essa situação acontece porque as glândulas sudoríparas de quem tem fibrose cística possuem canais CFTR em menor número ou que não funcionam de maneira adequada. A consequência disso é a maior concentração de sal no suor e na pele dessas pessoas, principalmente em dias mais quentes.

Essa característica pode ser facilmente notada quando beijamos a pele das pessoas com fibrose cística, o que justifica o outro nome dado para a patologia: a Doença do Beijo Salgado.

Teste do Suor

O Teste do Suor é o exame considerado padrão ouro para o diagnóstico da fibrose cística. Ele é simples, indolor, não invasivo e pode ser feito em qualquer etapa da vida, desde a infância até a fase adulta, e a identificação do suor mais salgado que o normal em pessoas com fibrose cística foi fundamental para o desenvolvimento do exame.

Tudo começou em 1953, com o médico Paul Di Sant’ Agnese, que após uma onda de calor que afetou a cidade de Nova Iorque, observou que o suor das crianças diagnosticadas com fibrose cística era mais salgado que o normal. Foi esse estudo que possibilitou o desenvolvimento e aplicação do Teste do Suor.

Identificou esse sintoma em você ou em alguém próximo?

Agora que você sabe mais sobre um dos sintomas mais característicos da fibrose cística, caso um dia você beije a pele de um familiar, amigo ou pessoa próxima, procure ajuda imediatamente.  No site do Unidos pela Vida você encontra uma lista completa com o contato dos locais que realizam o exame no Brasil. Clique aqui e localize o mais próximo de você.

Caso precise de ajuda o time do Instituto está à disposição para ajudar. Entre em contato conosco pelo telefone (41) 99636-9493 ou pelo e-mail contato@unidospelavida.org.br. Vamos lhe ajudar da melhor maneira possível.

Referências:

BREDEMEIER, Juliana. A experiência de crescer com Fibrose Cística. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2005. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/8456/000576124.pdf?sequence=1>.

Nota importante: As informações aqui contidas tem cunho estritamente educacional. Em hipótese alguma pretendem substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Você vai gostar também...

Newsletter

Assine o nosso boletim informativo mensal. Clique aqui